Cristão é morto por defender a irmã de assédio no Paquistão

O cristão paquistanês Arif Masih, foi sequestrado, espancado, envenenado e morto. Os criminosos foram soltos depois de pagarem fiança.

O cristão Arif Masih, foi espancado, sequestrado,
O cristão Arif Masih, foi espancado, sequestrado, envenenado e depois abandonado na rua. Foto – Divulgação

O cristão Arif Masih, 32 anos, foi morto por um grupo de muçulmanos por defender sua irmã do assédio de dois jovens muçulmanos, na aldeia de Tariqabad, na província de Punjab, no Paquistão.

Dias antes, os dois jovens arrastaram a garota para a rua e a deixaram nua. Diante da inércia da polícia e do governo, seus pais expuseram o corpo do filho na rua, pedindo solidariedade e justiça aos transeuntes.

Arif Masih é filho de Saleem Masih e residia na aldeia Chak 370 de Tariqabad (Gojra, Punjab). Segundo seu irmão, Rizwan Masih, os eventos começaram no dia 20 de maio. A irmã deles, Rehana Bibi, 18, foi ao bazar comprar leite.

Publicidade

Ao voltar para casa, os dois jovens, Muhammad Tariq e Muhammad Majid, começaram a assediá-la. A garota tentou fugir e se refugiou em casa. Os dois invadiram a casa e brigaram com Arif. Os jovens também pegaram a menina e arrastaram-na para o bazar, arrancaram suas roupas e zombaram dela.

O policial distrital Toba Tek Singh Rana Umar Farooq ordenou que eles apresentassem uma queixa. Arif, portanto, elaborou a denúncia (primeiro boletim de informação # 506/2021) contra Muhammad Tariq e Muhammad Majid, citando o artigo 354-A que pune “quem agride ou usa de força criminosa contra uma mulher e rasga suas roupas, e nessas condições exibe ela ao público “.

A denúncia foi apresentada no mesmo dia 20 de maio, mas ninguém foi preso. Desde então, o acusado passou a ameaçar Arif com as piores consequências se ele não desistisse da denúncia.

Segundo várias testemunhas, no dia 23 de maio, os dois perpetradores foram à casa de Arif e o agrediram. Eles o colocaram na motocicleta e o espancaram e envenenaram, jogando-o na rua, de acordo com o portal AsiaNews.

A população local informou à família que seu filho estava sem vida no meio da estrada. Em estado crítico, Arif foi levado pela primeira vez ao Hospital Matriz de Tehsil em Gojra; após os primeiros socorros, ele foi transferido para o Hospital Allied em Faisalabad. Mas devido aos ferimentos e ao veneno, ele morreu.

protesto por justiça pela morte do cristão Arif Masih
Protesto por justiça pela morte do cristão Arif Masih, em Punjab no Paquistão

Em 24 de maio, em protesto, a família pegou o corpo de Arif e o expôs na Samundri Road (Faisalabad), parando os veículos e exigindo justiça do ministro-chefe de Punjab Sardar, Usman Bazdar; do inspetor geral de Punjab Inam Ghani e do policial regional Raja Rifat Mukhtar.

O ativista de direitos humanos Baba Intizar Gill, que é presidente do partido Aqliyat-e-tahafuz, condenou o incidente e também exige justiça para a família.

“O governo – disse ele – deve agir prontamente contra os culpados e proteger os direitos das minorias, considerando-os cidadãos plenos. Esses incidentes contra as minorias religiosas não são novos em nosso país, mas infelizmente o governo nunca toma medidas firmes contra os culpados. É triste ver que até agora nenhum dos agressores foi preso”. Disse, Baba.

Seguir o Amigo De Cristo no Google Notícias

Deixar cometário no Facebook: