Polícia coloca cerca em igreja para impedir cultos, no Canadá

Igreja GraceLife cercada pela polícia no Canadá

Igreja Gracelife cercada pela polícia no Canadá
Igreja GraceLife cercada pela polícia no Canadá. Foto – Divulgação

A polícia canadense cercou uma igreja que continuou a realizar cultos presenciais durante a pandemia, no Canadá. Para impedir os cultos, a cerca que foi colocada na igreja se estendia até o estacionamento e partes da garagem, ao redor da igreja.

Uma cerca de metal foi instalada em torno da “Igreja GraceLife” em Edmonton, na província de Alberta, dias depois que o prédio foi fechado pelos serviços de saúde do estado, relata o Edmonton Journal.

“Isso foi feito para garantir que todas as instalações sujeitas à ordem do oficial executivo sejam seguras e o acesso ao público seja fechado”, disse James Wood, porta-voz dos Serviços de Saúde de Alberta ao jornal.

Leia também:

Centenas de pessoas se reuniram em frente à igreja nos últimos dias para protestar contra o fechamento forçado. Embora a igreja GraceLife tenha dito que os fiéis não participaram dos protestos, imagens de vídeo mostraram manifestantes derrubando a cerca de metal.

A igreja GraceLife foi acusada pela Real Polícia Montada do Canadá no mês passado por realizar cultos de adoração em fevereiro que ultrapassaram o limite de frequência de 15% da capacidade.

Em fevereiro, o pastor da igreja James Coates foi detido pela polícia por violar os regulamentos da Covid-19 relativos ao culto público, mas foi libertado um mês depois.

GraceLife continua a defender suas ações, dizendo em um comunicado em seu site: “É evidente que os efeitos negativos das medidas de bloqueio do governo sobre a sociedade superam em muito os efeitos da Covid-19.

“A ciência usada para justificar as medidas de bloqueio é suspeita e seletiva. Na verdade, não há evidências empíricas de que os bloqueios são eficazes para mitigar a disseminação do vírus”.

“Como tal, acreditamos que o amor ao próximo exige que exerçamos nossas liberdades civis. Não vemos nossas ações como perpetuando a longevidade da Covid-19 ou de qualquer outro vírus que inevitavelmente surgirá”, diz o comunicado.

Seguir o Amigo De Cristo no Google Notícias

Deixar cometário no Facebook: