Ministros do STF querem julgar liberação de cultos e missas em plenário

Após liberação de cultos presenciais, ministros do STF querem julgar decisão em plenário

Ministros do STF Gilmar Mendes e Carmem Lúcia
Ministros do STF Gilmar Mendes e Carmem Lúcia. Foto – Divulgação

A decisão do ministro Kássio Nunes Marques, liberando cultos e missas em todo o país gerou insatisfação. Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), querem que o presidente, Luiz Fux, leve o tema ao plenário.

Segundo os ministros, a decisão do ministro Kassio Nunes Marques proibindo que estados e municípios suspendam completamente as celebrações religiosas vai contra o entendimento do plenário do Supremo.

O ministro Gilmar Mendes é relator de uma ação semelhante, também pedindo a liberação de cultos, proposta pelo PSD. Uma das estratégias aventadas nos bastidores é que Gilmar dê uma decisão rejeitando o pedido, forçando que o tema seja tratado pelo plenário.

Publicidade

A interlocutores, Luiz Fux disse que cabe ao relator, Nunes Marques, liberar a ação para ser pautada em plenário, o que só deve ocorrer após a Procuradoria-Geral da República (PGR) ser ouvida no processo.

Segundo informações do O Globo, através de sua assessoria, o ministro Luiz Fux disse que não iria se pronunciar sobre a ação.

Neste domingo (04), a Frente Nacional de Prefeitos também questionou a decisão de Nunes Marques e pediu um posicionamento do presidente do Supremo, ministro Luiz Fux, alegando “contradição” da Corte.

Seguir o Amigo De Cristo no Google Notícias

Deixar cometário no Facebook: