𝗠𝗶𝗻𝗶𝘀𝘁𝗿𝗼 𝗱𝗼 𝗦𝗧𝗙 𝗮𝘂𝘁𝗼𝗿𝗶𝘇𝗮 𝗰𝘂𝗹𝘁𝗼𝘀 𝗲 𝗺𝗶𝘀𝘀𝗮𝘀 𝗲𝗺 𝘁𝗼𝗱𝗼 𝗼 𝗽𝗮í𝘀

Ministro Kassio Nunes, dá decisão a favor de cultos e celebrações religiosas no País

ministro do STF, Kassio Nunes Marques
Ministro do STF, Kassio Nunes Marques. Foto – Divulgação

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Kassio Nunes Marques, decidiu autorizar neste sábado (03), a liberação de cultos e missas por todo o país. O ministro foi indicado ao cargo pelo presidente, Jair Bolsonaro, no ano passado.

Na decisão monocrática, o ministro Kassio Nunes, determinou que sejam aplicados todos os protocolos sanitários nos espaços religiosos, limitando a presença em cultos e missas a 25% da capacidade do público.

“Reconheço que o momento é de cautela, ante o contexto pandêmico que vivenciamos. Ainda assim, e justamente por vivermos em momentos tão difíceis, mais se faz necessário reconhecer a essencialidade da atividade religiosa, responsável, entre outras funções, por conferir acolhimento e conforto espiritual”, observou o ministro em sua decisão.

Publicidade

“Estamos em plena Semana Santa, a qual, aos cristãos de um modo geral, representa um momento de singular importância para as celebrações de suas crenças – vale ressaltar que, segundo o IBGE, mais de 80% dos brasileiros declararam-se cristãos no Censo de 2010”, acrescentou.

A decisão do ministro foi tomada em ação movida pela (ANAJURE), Associação Nacional de Juristas Evangélicos. A decisão favoravel à instituição jurídica evangélica, ocorre em meio a pior momento da pandemia da Covid-19 no Brasil.

Polêmica

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), usou seu Twitter para dizer que não vai seguir a decisão do ministro Kassio Nunes Marques, que permite a realização de missas e cultos religiosos em todo o país. Segundo o prefeito, a cidade respeita o plenário do STF, não uma decisão monocrática. “Estão proibidos os cultos e missas presenciais”, escreveu.

 

Seguir o Amigo De Cristo no Google Notícias

Deixar cometário no Facebook: