Igreja evangélica é invadida e destruída durante culto, no Mato Grosso

Fieis estavam orando e pastor se preparando para ler a bíblia quando os suspeitos chegaram

A igreja foi invadida durante culto e destruída por seis homens.
A igreja foi invadida durante culto e destruída por seis homens. Foto – Divulgação

Na noite de terça-feira (6), na cidade de Juína no interior de Cuiabá, capital do Mato Grosso, seis homens invadiram e destruíram toda a igreja evangélica Assembleia de Deus Pentecostal Caminho Reto, durante o culto deixando os fieis apavorados.

Segundo informações do boletim de ocorrência, que foi registrado pelo pastor, o autor seria um empresário, do ramo de oficina de motos, que afirma ser o proprietário do terreno há 20 anos. No entanto, o pastor diz ter o documento da doação do terreno e da igreja.

Antes de começar a pregação, o empresário teria chegado no local com uma marreta e um pé de cabra falando que, devido ao fato do pastor não ter dinheiro, iria quebrar tudo e disse que avisou ao pastor que queimaria o prédio da igreja. A igreja que é de construção simples de madeira, em seguida, iria passar uma máquina para limpar o terreno.

Publicidade
O que sobrou do prédio de madeira da igreja destruída em Juína
O que sobrou do prédio de madeira da igreja evangélica destruída em Juína. Foto – Divulgação

Nesta terça, segundo o pastor, ele teria cumprido a ameaça. Emocionado o pastor disse, que ficou surpreso, pois não esperava uma reação como essa de um ser humano, uma vez que considera todos irmãos.

O pastor então acionou a PM, o empresário, com a ajuda de alguns homens, quebrou tudo, inclusive, um bebedouro de água que foi comprado recentemente – sendo que apenas uma parcela foi paga. A igreja fica na rua Massaranduba, no Bairro Padre Duílio. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Seguir o Amigo De Cristo no Google Notícias

Deixar cometário no Facebook: