Como vivem os cristãos perseguidos no Sudão

Os sudaneses que abandonam o islã para seguir a Cristo enfrentam isolamento, discriminação e ataques

Como os cristãos são perseguidos no Sudão
Saiba como os cristãos são perseguidos no Sudão. Foto – Divulgação

Embora o Sudão tenha dado passos significativos em direção à “liberdade religiosa” no ano passado, milhares de cristãos que são de origem muçulmana ainda enfrentam perseguição extrema de suas famílias e comunidades.

Os cristãos no Sudão, não enfrentam mais a “pena de morte” por deixar o Islã, mas muitos ainda são perseguidos, atacados e condenados ao ostracismo ou discriminados se sua fé for descoberta. Os edifícios da igreja são atacados com frequência ou mesmo demolidos.

Muitos cristãos no Sudão, ainda mantêm sua fé em segredo para a segurança deles e de sua família. Muitos dos convertidos optam por não criar seus filhos como cristãos, pois temem à retaliação dos líderes comunitários.

Publicidade

Leia também:

Esse medo de exposição significa até que alguns cristãos de origem muçulmana, realizam os funerais islâmicos em cemitérios muçulmanos. Isso, para não serem descobertos em sua fé cristã.

O que mudou no Sudão?

População: 43,5 milhões
Cristãos: 1,9 milhão
Religião: Islamismo e cristianismo
Governo: República presidencialista
Líder: Em transição
Posição: 13º na Lista Mundial da Perseguição

Desde que o presidente Omar al-Bashir foi deposto em abril de 2019, tem havido incertezas sobre a liderança do Sudão e como isso impactaria os cristãos. Em uma resposta à oração, parece haver passos significativos em direção à liberdade de religião.

A lei islâmica com pena de morte, foi extinguida depois de 30 anos e os cristãos de origem muçulmana não enfrentarão mais a pena de morte. Embora a perseguição ainda continue no Sudão, isso foi razão do país ter caído seis lugares na World Watch List este ano.

Quem é mais vulnerável à perseguição?

Em áreas como as Montanhas Nuba, ainda existe um conflito contínuo e uma tensão entre as forças do governo e os grupos rebeldes. Desde 2011, milhares de cristãos foram mortos nesses ataques.

O que muitos acreditam ser efetivamente uma limpeza étnica de grupos étnicos minoritários, especialmente cristãos. Em outras partes do país, os cristãos de origem muçulmana são os mais vulneráveis.

Ore pelos cristãos perseguidos no Sudão

  • Peça a Deus que aqueles que estão no poder continuem a dar passos em direção a liberdade de relgição, e isso fará uma diferença real na vida cotidiana.
  • Ore por proteção para os cristãos sudaneses de origem muçulmana e peça que eles sejam capazes de resistir à oposição de suas famílias e comunidades.
  • Ore para que as mulheres cristãs no Sudão sejam protegidas da violência sexual e sejam capazes de mostrar o amor de Jesus às suas comunidades.
Seguir o Amigo De Cristo no Google Notícias

Deixar cometário no Facebook: