Vaticano proíbe bênção de uniões do mesmo sexo

A Igreja Católica não pode abençoar as uniões do mesmo sexo, pois Deus não pode abençoar o pecado, diz o Vaticano

A Igreja Católica não pode abençoar as uniões do mesmo sexo, pois Deus não pode abençoar o pecado, diz o Vaticano
A Igreja Católica não pode abençoar as uniões do mesmo, diz o Vaticano. Foto – Divulgação

O Vaticano nessa segunda-feira (15), proibiu a Igreja Católica de conceder bênção as uniões do mesmo sexo, pois Deus “não pode abençoar o pecado”, segundo uma nota divulgada por um dos órgãos responsáveis por estabelecer diretrizes para os católicos.

O escritório do Vaticano, a Congregação para a Doutrina da Fé, emitiu uma nota ssobre se o clero católico tem autoridade para abençoar as uniões gays. A explicação, publicada em sete idiomas e aprovada pelo Papa Francisco, foi “negativa”.

A nota confirma as boas-vindas e bênçãos da igreja aos gays, não reconhece uniões que não fazem parte do plano de Deus. Segundo a nota, é que qualquer reconhecimento sacramental poderia ser confundido com casamento.

Publicidade

A igrejas evangélicas em grande parte, também segue essa interpretação que define uniões do mesmo sexo como pecado, reconhecendo o casamento somente “entre homem e uma mulher” no compromisso de aliança por toda a vida.

“A Bíblia ensina que o casamento é a união de um homem e uma mulher. Não precisamos acrescentar nada à Bíblia sobre casamento, família, sexualidade ou qualquer outra coisa, porque a Bíblia é o tesouro perfeito de instrução divina de Deus.” Disse, o presidente do Comitê Executivo Batistas, Ronnie Floyd.

O Vaticano afirma que os gays devem ser tratados com dignidade e respeito, e que o ensino católico afirma que o casamento, uma união vitalícia entre um homem e uma mulher, e faz parte do plano de Deus e tem como objetivo a criação de uma nova vida.

Visto que as uniões gays não têm a intenção de fazer parte desse plano, elas não podem ser abençoadas pela igreja. Deus “não abençoa e não pode abençoar o pecado: Ele abençoa o homem pecador, para que ele reconheça que faz parte de seu plano de amor e se permita ser mudado por ele”, .disse o documento.

Seguir o Amigo De Cristo no Google Notícias

Deixar cometário no Facebook: