Pastor sequestrado na Nigéria é libertado no dia de sua execução

Bulus Yakuru, pastor da Igreja dos Irmãos, foi sequestrado na véspera do Natal de 2020 pelo grupo terrorista.

O pastor Bullus, foi sequestrado na vépera do Natal de 2020 na Nigéria.
O pastor Bulus foi sequestrado na véspera do Natal de 2020, na Nigéria. Foto – Divulgação

O pastor Bulus Yakuru da Igreja dos Irmãos (EYN) sequestrado na Nigéria, foi libertado pelo Boko Haram, após negociações no dia que seria sua execução. O Departamento de Serviços do Estado (DSS) que negociaram sua libertação.

Os militantes sequestraram o pastor durante uma operação na vila predominante cristã de Pemi, a cerca de 20 quilômetros de Chibok, na qual onze pessoas foram mortas no dia 24 de dezembro. Os pistoleiros mataram cinco cristãos sequestrados na região como um chamado “presente de Natal”.

Em um vídeo divulgado pelo Boko Haram, o pastor Bulus implorou ao presidente Buhari, ao governador do estado de Borno, Babagana Zulum, e à Associação Cristã de Nigera (CAN) para intervir para garantir sua libertação.

Boko Haram liberta pastor no dia de sua execução
Boko Haram liberta pastor no dia de sua execução. Foto – Diaulgação

Enquanto um dos terroristas está atrás dele com uma faca, o pastor foi filmado dizendo que seus sequestradores lhe deram um ultimato em 24 de fevereiro, ameaçando matá-lo uma semana a partir dessa data.

“Se você me quer vivo, imploro na sua qualidade de presidente, governador e presidente do governo local que me salve desse sofrimento … Por favor, ore por mim … Por favor, me liberte dessa dor”, disse o pastor Bulus.

Em janeiro do ano passado, o Boko Haram executou o pastor sequestrado Lawan Andimi, depois de mantê-lo em cativeiro por mais de duas semanas. O pastor, que era casado e tinha sete filhos, foi sequestrado no estado de Adamawa durante uma série de ataques do Boko Haram na região.

Seguir o Amigo De Cristo no Google Notícias

Deixar cometário no Facebook: