Papa Francisco pede igualdade para os cristãos em visita ao Iraque

o Papa Francisco chamou a atenção para a antiquíssima presença dos cristãos no Iraque

Papa Francisco pede igualdade para os cristãos em visita ao Iraque
Papa Franciso visita o Iraque. Foto – Divulgação

O Papa Francisco pediu direitos iguais para os cristãos e outras minorias no Iraque, em sua visita repleta de riscos à saúde pública e à segurança. Mas o momento da viagem, causou consternação entre as autoridades do Vaticano.

O apoio à comunidade cristã sitiada e cada vez menor do Iraque, que o papa chamou de “igreja mártir”, é o principal tema da extraordinária viagem. A visita ocorre em um momento difícil para o país, que continua atormentado por turbulências políticas, crises econômicas.

Em sua primeira viagem para fora da Itália em mais de um ano, o Papa Francisco também busca prosseguir sua causa de melhores relações com o mundo muçulmano, apesar do aumento no país de infecções por Covid-19 e da violência contínua.

Apelo pela igualdade

“É fundamental garantir a participação de todos os grupos políticos, sociais e religiosos e garantir os direitos fundamentais de todos os cidadãos. Que ninguém seja considerado cidadão de segunda classe”, disse o papa no palácio presidencial de Bagdá na sexta-feira.

Apelando a um pluralismo religioso no país de maioria muçulmana, o Papa Francisco chamou a atenção para a antiquíssima presença dos cristãos no Iraque, as suas contribuições para a vida da nação.

O papa é um dos primeiros líderes mundiais a retomar visitas internacionais de alto perfil desde o início da pandemia do coronavírus. O Iraque está há muito tempo no topo da lista de países a serem visitados pelo Papa Francisco.

O governo do Iraque providenciou segurança pesada, com soldados enfileirados nas ruas de Bagdá por onde o comboio do papa passou.

Seguir o Amigo De Cristo no Google Notícias

Deixar cometário no Facebook: