Cristãos são presos pela polícia durante estudo bíblico na China

Um grupo de cristãos da Igreja Reformada Renai em Guiyang, participavam do estudo quando foram interrompidos pela polícia e levados presos

cristãos presos estudo bíblico igreja doméstica china
Grupo de cristãos são presos durante estudo bíblico em igreja doméstica, na China. Foto – Divulgação

Um grupo de 10 cristãos foram presos pela polícia, durante um estudo bíblico de uma igreja doméstica em Guizhou, na China, incluindo duas mulheres cristãs que visitavam a igreja de outros lugares em 16, de março.

De acordo com a China Aid, o escritório local de assuntos étnicos e religiosos e o pessoal da segurança pública, junto à polícia invadiram a Igreja Reformada Guiyang Ren’ai quando seus membros se reuniam para o estudo bíblico.

Uma cristã teve seu dinheiro na carteira confiscado, após ser levada para a delegacia, uma visitante feminina só foi liberada da delegacia por volta das 17h, seguida por alguns outros membros.

Publicidade

O líder da igreja, o ancião Zhang Chunlei, chegou à delegacia para negociar sua libertação. Ele afirmou que gostaria de estar com seus irmãos e irmãs, até o último ser libertado. Alguns outros membros da igreja também estavam esperando do lado de fora para mostrar apoio.

Assista ao vídeo:

A Igreja Reformada Guiyang Renai é uma pequena igreja doméstica que não segue a religião do estado, com apenas algumas dezenas de membros. A igreja já foi repetidamente invadida e a polícia removeu suas cruzes e outros materiais religiosos antes.

Em menos de um ano, a Igreja Guiyang Renai, foi invadida pelas autoridades três vezes e fechada duas vezes. Em julho de 2019, o proprietário da casa recém-alugada da igreja foi novamente ameaçado pelas autoridades, e a igreja foi forçada a se mudar da casa recém-alugada novamente.

O pastor Zhang Chunlei, foi informado de que suas reuniões são ilegais. Mesmo depois que eles alugaram um hotel para realizar os cultos de adoração, a polícia veio e os interrompeu enquanto confiscava propriedades da igreja.

O líder da igreja, Ancião Zhang Chunlei, foi um dos primeiros signatários que participou da assinatura do Sinal Conjunto do Pastor: Uma Declaração de Fé Cristã iniciada pelo Pastor Wang Yi em 2018, que foi condenado a nove anos de prisão.

Seguir o Amigo De Cristo no Google Notícias

Deixar cometário no Facebook: