China reprime igrejas domésticas por meio de comitês comunitários

Essas igrejas, têm insistido em não se unir a igrejas sancionadas pelo Estado e serem controldas pelo partido cuminista da China.

Culto de igreja doméstica interrompido pela polícia na China
Culto de igreja doméstica interrompido pela polícia na China. Foto – Divulgação

Para reprimir atividades de igrejas domésticas a cidade de Xiamen, na China, está solicitando a ajuda de comitês comunitários locais para relatar quaisquer atividades religiosas ilegais nas proximidades.

Segundo Yang Xibo, que é pastor da Igreja Xunsiding de Xiamen, o Escritório de Assuntos Étnicos e Religiosos da China, está solicitando aos comitês comunistários para fiscalizar os locais de reunião privados, na cidade chinesa.

Essa perseguição aos cristãos e igrejas domésticas chinesas, apenas demonstra um esforço para fortalecer a repressão às atividades religiosas ilegais e evitar que esses locais proibidos voltem à vida.

Publicidade

Leia também:

Muitos dos prédios residenciais e de escritórios, junto com hotéis de negócios, foram listados como locais-chave para patrulhamento. Alguns edifícios específicos foram mencionados por terem sido relatados anteriormente.

Assim que os inspetores identificarem as atividades em andamento, eles devem relatá-las imediatamente ao Departamento da Frente Unida do Distrito Siming distrital (UFD).

A China Aid relata que este último aviso está, na realidade, visando as igrejas domésticas, uma vez que o governo da cidade de Xiamen, está aumentando o seu controle das igrejas domésticas há dois anos.

Essas igrejas, têm insistido em não se unir a igrejas sancionadas pelo Estado, tiveram seus pequenos grupos em casa e o serviço dominical invadido pelas autoridades. Algumas igrejas demolidas, enquanto os cristãos são pressionados a enviar seus filhos para escolas públicas.

Autoridades chinesas prenderam no ano passado prenderam o pastor Zhao Huaiguo, líder da Igreja Betel, na província de Hunan, acusado subversão. Tanto a Igreja Betel quanto a Igreja Xingguang têm sido sujeitas a pressão e assédio crescentes por se recusarem a se registrar na associação dos “Three Self” sancionada pelo estado.

Seguir o Amigo De Cristo no Google Notícias

Deixar cometário no Facebook: