Pastor é curado da Covid-19 após receber orações de enfermeiras

O pastor Zach Miller, de 42 anos, viveu um verdadeiro milagre através das orações da família, da igreja e dos enfermeiros.

O pastor Zach Miller e sua esposa, Mandy. (Foto: AG News)
O pastor Zach Miller e sua esposa, Mandy. (Foto: AG News)

O pastor norte-americano Zach D. Miller, de 42 anos, do Texas, foi curado da Covid-19 em um hospital no Arkansas, após receber orações de enfermeiras. O pastor, que passou mais de 19 dias entubado, diz que sua recuperação é pela confibilidade em Deus.

Três anos atrás, Zach Miller, que é pastor da igreja The Crossing Church, uma congregação em Little Elm, Texas, sonhou que acordou em um quarto amarelo creme feio, grudado em cola. Ele acordou pedindo ao Senhor que revelasse o significado. Ele sentiu o Espírito Santo dizendo que ele saberia no devido tempo.

Em 12 de janeiro de 2021, uma picada de agulha acordou o pastor Miller naquele quarto de seu sonho no Hospital Mercy em Fort Smith, Arkansas. COVID-19 acabou sendo a cola que o envolveu.

Publicidade

Leia também:

+ Pastor curado da Covid-19, diz que viu a morte de perto

Ele gritou Salmos 118:17 – “Eu viverei e não morrerei!” Naquele momento, Miller entendeu que era sua vitória sobre essa doença que quase o levou à morte.

A jornada de Miller começou em 19 de dezembro com uma tosse; seu filho, Eli, 14, estava com febre baixa. Após o culto à luz de velas de The Crossing em 20 de dezembro, a esposa de Miller, Mandy, 41, teve uma dor de cabeça.

Em sua viagem para passar o Natal com os pais de Zach, John D. e Tricia Miller, pastores da Primeira Assembleia de Greenwood, Arkansas. Mandy disse a seus sogros que os membros da família não se sentiam bem. Tricia insistiu que eles viessem de qualquer maneira.

No final de 21 de dezembro, no entanto, Zach e Mandy tiveram febre alta; no dia seguinte, eles apresentaram múltiplos sintomas de Covid-19 e seus outros dois filhos, Harrison, 13, e Gracie, 16, apresentaram sintomas leves, que os medicamentos aliviaram.

Em 27 de dezembro, a febre de Zach ainda disparava, seu coração acelerava e seu nível de oxigênio estava baixo. A irmã de Mandy, Holly Jumper Gonzales, uma médica, disse para ligar para o 911.

Os médicos da emergência do “Hospital Mercy de Fort Smith”, diagnosticaram Zach com pneumonia dupla e o internaram, esperando uma curta estadia. Devido às restrições do COVID-19, Zach não podia receber visitantes.

Zach melhorou. Mas à uma da manhã do dia seguinte, Angelisa, a enfermeira responsável pelo andar 4200 do Hospital naquela noite, telefonou para dizer a Mandy que a condição de Zach havia piorado repentinamente. Ele precisava ser transferido para a unidade de terapia intensiva.

O hospital exigiu a permissão de Mandy para colocar seu marido em um respirador, uma vez que Zach recusou. Segundo informações, a taxa de mortalidade de pacientes com Covid-19 colocados em um ventilador é alta.

Mandy queria pedir aos membros da equipe de oração da igreja que orassem, mas ninguém acordava no meio da noite. A enfermeira Angelisa, disse que precisava saber urgente. Ela não poderia iniciar a ressuscitação cardiopulmonar em Zach, caso se ela não pudesse intubá-lo se fosse necessário.

“Eu sei que você faz isso todos os dias e vê pessoas ligando e desligando os ventiladores todos os dias”, disse Mandy a Angelisa.

Angelisa ficou em silêncio. Por fim, Angelisa disse que a condição de Zach parecia sombria. “Ele tem 42 anos e temos que dar a ele uma chance de lutar”. Mandy instruiu o pessoal do hospital a fazer o que fosse necessário.

Mandy viu o medo nos olhos de Zach. “Deus vai cuidar de você”, disse ela ao marido. Fraco, ele respondeu com um polegar para cima. Nos dias seguintes, houve sessões de intercessão, canto e adoração para os adeptos da família e da igreja.

Holly – irmã médica de Mandy, conversou com a equipe médica que cuidava de Zach para saber os detalhes de seu caso e interpretou a notícia em pedidos de oração. Na primeira conversa com os cuidadores de Zach, a voz do médico não tinha esperança.

A igreja postou os pedidos de Holly e pediu aos fiéis que jejuassem e orassem de acordo com as necessidades, que iam desde configurações de ventilação até virar Zach de bruços. Eles oraram para que o Espírito Santo trouxesse paz e anjos ministradores para a sala da UTI de Zach.

“Deus me deu força para orar quando eu não sabia que poderia”, diz Mandy. “Se eu estivesse orando, na Palavra, ouvindo a adoração, não teria medo. Deus deu aos meus filhos a força para orar.”

Mandy ligava três vezes ao dia para verificar o marido. Ela se agarrou a cada atualização, mas o medo espreitou em cada esquina. Ela sentiu o Senhor lhe dizendo para dar um passo atrás para ver o quadro maior.

Essa mensagem a sustentou nos contratempos, incluindo uma enfermeira que expressou pessimismo sobre o prognóstico de Zach. Isso levou Mandy a orar: “Senhor, por favor, envie uma enfermeira que falará sobre a vida de Zach naquela sala.”

No dia seguinte, outra enfermeira do hospital, e a família e a mãe de Zach pediram a ela para manter a música de adoração tocando o tempo todo.

Em 10 de janeiro, um domingo, o líder de louvor de The Crossing, Lanny Rogers, escolheu canções para Zach. O pastor associado Keith Morris atualizou a congregação e pregou um sermão sobre fé.

“Esta é a semana que o pastor Zach está saindo do ventilador”, disse Morris à congregação.

“Enquanto ele estava pregando, eles o tiraram do ventilador”, diz Mandy. Uma enfermeira ligou do telefone de Zach, em uma chamada de vídeo e mostrou que Zack não estava mais conectado ao ventilador que o mantinha vivo 11 dias na UTI.

Depois que Zach foi transferido para um quarto normal, a enfermeira Angeliza ligou dizendo que viram muitas mortes no corredor 4200 COVID. Zach é um dos dois únicos pacientes que saíram do ventilador com sucesso; o outro fez traqueotomia. O prognóstico de Zach deixou a equipe totalmente emocionada.

As enfermeiras iniciaram a orações sobre o prontuário de Zach, orando sobre sua condição e pedindo a Deus que o poupasse. Zach agora é visto como um milagre ambulante, um farol de esperança que a equipe médica pode dar a outras famílias.

Outra equipe médica que orou por ele visitou o quarto de Zach para compartilhar com ele sua parte de sua jornada. Para Zach, o que está acontecendo é a confiabilidade de Deus na noite mais escura.

“É difícil perceber quando as coisas não estão indo do jeito que você quer”, diz ele. “Em nossa fidelidade, experimentamos o milagre. Isso aconteceu para que outros tivessem esperança e descobrissem a fidelidade de Deus.” Disse, o pastor.

Seguir o Amigo De Cristo no Google Notícias

Deixar cometário no Facebook: