Cristão é condenado a 5 anos de prisão na Argélia

O cristão Hamid foi condenado por publicar imagens que insulta o profeta Maomé no Facebook

Cristão é condenado a 5 anos anos de prisão na Argélia
O cristão Hamid foi preso e condenado na Argélia, por postar um desenho de Maomé no Facebook. Foto – Divulgação

No último dia 20 de janiero, o cristão Hamid, de 43 anos, foi preso na Argélia e condenado a cinco anos de prisão por postar um cartoon de Maomé no Facebook. O cartoon em questão foi compartilhado em sua página do Facebook há três anos, embora as autoridades apenas o acusassem este ano.

Hamid foi levado para interrogatório e teve permissão para voltar para casa por um breve período, quando foi chamado de volta e passou a noite na prisão. Ele recebeu sua sentença na manhã seguinte, sendo acusado de acordo com o Artigo 144 do código penal por insultar Maomé.

Um pastor de uma igreja local comentou dizendo: “O irmão Hamid foi ingênuo ao aceitar esse cartoon em sua conta no Facebook. Que essa história remonta a três anos e só agora está ressurgindo, é difícil de digerir.” Disse o pastor, à International Christian Concern.
Leia também:

Publicidade

O advogado de Hamid espera que eles consigam reduzir a sentença por meio de um recurso, tendo os casos anteriores como precedentes. No anos de 2017, um cristão teve a sentença reduzida de cinco para um ano, depois de ter compartilhado um desenho animado insultando o Islã em seu Facebook.

Em 2016, outro cristão foi preso por uma postagem no Facebook que chamava o Islã de mentira e, posteriormente, teve sua sentença reduzida para três anos. Ambos casos foram acusados ​​de acordo com o Artigo 144.

O Artigo 144 foi condenado por muitas organizações internacionais por violar o direito internacional. Em dezembro de 2019, a Argélia passou por uma transição política e reforma constitucional que deu ao país a oportunidade de proteger a liberdade religiosa. No entanto, foi uma oportunidade perdida.

Embora as igrejas católicas pudessem abrir, as igrejas protestantes que haviam começado a ser fechadas à força em 2017, foram totalmente fechadas durante a pandemia.

Seguir o Amigo De Cristo no Google Notícias

Deixar cometário no Facebook: