Casal cristão sentenciado a morte têm audiência adiada no Paquistão

O casal cristão do Paquistão, Shafqat Emmanuel e Shagufta Kausar, enfrenta outro atraso em seu recurso.

O casal cristão do Paquistão, Shafqat Emmanuel e Shagufta Kausar, enfrenta outro atraso em seu recurso contra uma condenação por "blasfêmia"
O casal cristão do Paquistão, Shafqat Emmanuel e Shagufta Kausar, enfrenta outro atraso em seu recurso contra uma condenação por “blasfêmia”. Foto – Divulgação

A audiência de apelação contra à sentença de morte do casal cristão Shafqat Emmanuel e Shagufta, por “blasfêmia” foi mais uma vez adiada no Paquistão. O casal deveria comparacer no tribunal semana passada.

O Tribunal Superior de Lahore estava programado para considerar o caso do casal na quarta-feira (25), mas adiou a sessão sem ouvir o recurso. Até o momento, nenhuma nova data foi fixada para que o recurso seja ouvido.

Uma audiência de apelação anterior para o casal marcada para 11 de setembro de 2020, foi adiada quando um dos dois juízes não compareceu ao tribunal. O advogado de Aasia Bibi, Saif-ul-Mulook, assumiu o caso de Shafqat e de sua esposa Shagufta em maio de 2019.

Leia também:

Reagindo ao adiamento, Saif-ul-Mulook disse: “O juiz continua atrasando o caso devido ao medo, mas é o suficiente agora. Deve ser ouvido. Temo por suas vidas.”

“Os juízes no Paquistão raramente ouvirão casos de blasfêmia até que haja pressão política ou internacional. Não há provas substantivas contra meus clientes, e eles deveriam ter sido soltos há muito tempo ”, acrescentou o advogado.

O casal, que tem quatro filhos, suportou mais de seis anos de prisão no corredor da morte depois de ser condenado em abril de 2014 por enviar mensagens de texto “blasfemas” a dois muçulmanos. O casal, que é analfabeto, afirma ter sido incapaz de enviar os recados.

Seguir o Amigo De Cristo no Google Notícias

Deixar cometário no Facebook: