Radicais islâmicos executam cinco cristãos no Natal, na Nigéria

Cinco cristãos foram executados por islâmicos no Natal, na Nigéria

Radicais islâmicos executam 5 cristãos no Natal, na Nigéria
Radicais islâmicos executam 5 cristãos no Natal, na Nigéria. Foto -Divulgação

Um grupo de radicais islâmicos, ligados ao grupo terrorista Boko Haram executaram pelo menos cinco cristãos na Nigéria, durante o período do Natal. As informações foram relatadas pela organização, Release International.

O grupo terrorista Estado Islâmico Província da África Ocidental (ISWAP), uma facção do Boko Haram, assumiu a responsabilidade pelos assassinatos. Os cristãos foram assassinados vestidos de vermelho, traje típico que os terroristas os obrigam usar.

Eles divulgaram um vídeo dizendo que as mortes foram um “aviso aos cristãos em todas as partes do mundo e na Nigéria”. Os cinco cristãos executados estariam entre as 11 pessoas sequestradas no dia de Natal na cidade de Garkida, estado de Adamawa, no nordeste da Nigéria.

Publicidade

Leia também:

Suas mortes foram filmadas, com imagens mostrando-os ajoelhados com as mãos amarradas atrás deles antes de serem mortos a tiros. As vítimas eram todos homens e foram convidados a dizer seus nomes antes de serem mortos.

Os homens deram seus nomes como Uka Joseph, Sunday, Wilson, Joshua Maidugu e Garba Yusuf, mas também disseram como suas últimas palavras “Eu sou um cristão”, relata Morning Star News .

As mortes ecoam uma execução semelhante de 11 cristãos trabalhadores humanitários na Nigéria, no dia de Natal de 2019.

No ataque deste ano à cidade de Garkida, os radicais islâmicos também incendiaram igrejas, casas e um hospital, e saquearam lojas e casas.

“Este último deplorável assassinato de cristãos – apenas por serem cristãos – fortalece a crescente preocupação da Release International com a Nigéria”, disse o CEO da Release International, Paul Robinson.

“Boko Haram e ISWAP se comprometeram a matar cristãos. E militantes Fulani fortemente armados estão expulsando os aldeões cristãos do norte, no que parece ser uma jihad não declarada. Os parceiros da Release International alertam sobre um genocídio em andamento.”

O parceiro da Release, Hassan John criticou o governo nigeriano por não conseguir conter a violência contra os cristãos. “O governo, intencionalmente ou por omissão, está fechando os olhos para a carnificina”, disse ele.

Seguir o Amigo De Cristo no Google Notícias

Deixar cometário no Facebook: