Professor cristão sequestrado é libertado, na Nigéria

Apesar da experiência, minha fé permanece inabalável, disse professor, Fatokun a repórteres hoje, de acordo com o Legit, uma agência de notícias nigeriana.

Professor cristão sequestrado é libertado, na Nigéria
John Fatokun é um professor cristão na Nigéria. Foto -Divulgação

Um professor de uma universidade cristã foi libertado após ser sequestrado na Nigéria, que lidera o mundo em sequestros de cristãos. O professor cristão, John Fatokun, é vice-reitor da Anchor University em Lagos, e foi libertado na quarta-feira 20 de janeiro.

O professor cristão foi sequestrado enquanto viajava de Jos, no estado de Plateau, para a cidade de Keffi no estado de Nasarawa, centro-norte da Nigéria. Ele teria sido capturado por volta das 21h no vilarejo de Kurmi Shinkafa, no condado de Kokona.

O seu sequestro aconteceu, quando estava a caminho de Keffi para deixar um de seus filhos em uma escola secundária; ele havia planejado então retornar para univerdade em Lagos, no sudoeste da Nigéria.

Leia também:

Padre sequestrado é encontrado morto, na Nigéria

“Apesar da experiência, minha fé permanece inabalável”, disse Fatokun a repórteres hoje, de acordo com o Legit, uma agência de notícias nigeriana. “Continuaremos a trabalhar, orar e criar homens e mulheres piedosos que estão destinados a mudar as narrativas e fazer da Nigéria um lugar melhor para as gerações vindouras”.

Fatokun não identificou seus captores, mas pastores muçulmanos Fulani estão ativos no estado de Nasarawa. O secretário chefe de estratégia e comunicações da Anchor University, Okesola Sanusi, teria dito que Fatokun foi libertado depois que sérias orações foram feitas em seu nome.

A Anchor University, na quarta-feira, 20 de janeiro, confirmou sua libertação na página da escola no Facebook.

“Para a glória de Deus, o vice-reitor da Anchor University, Professor JO Fatokun, foi libertado”, afirma o post.

Anchor University deriva do Deeper Life Christian Ministry, com o Rev. Dr. Williams Kumuyi como superintendente geral. Embora os detalhes da libertação de Fatokun não tenham sido divulgados, o porta-voz do Anchor, Sanusi, disse no início desta semana que os captores estavam exigindo 20 milhões de nairas (US $ 52.177) como resgate da Igreja Bíblica da Vida Profunda.

A Nigéria foi o país com o maior número de cristãos mortos por causa de sua fé, de acordo com a Lista Mundial de Vigilância de 2021, com 3.530, contra 1.350 em 2019. Na violência geral, a Nigéria ficou atrás apenas do Paquistão e atrás apenas da China em número de igrejas atacado ou fechado, 270, de acordo com a lista.