Pastor e filho são presos suspeitos de plantar maconha em terreno da igreja

Pastores são presos por cultivar maconha em terreno de igreja, no estado de Alagoas Os três homems irão responder pelos crimes de cultivo da droga e associassão ao tráfico

Pastores são presos por cultivar maconha em terreno de igreja
Pastor é preso junto com filhoi por cultivar maconha em terreno de igreja, em Algoas. Foto – Divulgação

A Polícia Militar de Alagoas, prendeu três pessoas suspeitos de plantar maconha em terreno de uma igreja, na periferia de Maceió. O trio foram presos na última quarta-feira (4), entre os detidos estão o pastor da igreja e seu filho, que não tiveram nomes revelados.

No terreno ligado à “Igreja dos Humildes”, como era chamada, foram apreendidos cerca de 20 pés e 12 mudas de maconha. Os policiais chegaram ao local após informação repassada anonimamente por um cidadão pelo Disque Denúncia. Segundo informou à polícia, ao portal G1.

Os três suspeitos detidos foram levados à Central de Flagrantes, no bairro do Farol, e autuados por tráfico de entorpecentes. Eles devem passar por audiência de custódia no fórum de Maceió.

Segundo o Dr. Marcos Lins, delegado da Delegacia de Narcóticos (Dnarc), da Polícia Civil, essa não é a primeira vez que pai e filho são presos por suspeita de cultivo da erva. Os homens presos irão responder pelos crimes de cultivo da droga e associassão ao tráfico.

Em setembro de 2018, eles haviam sido detidos pelo mesmo motivo. Em depoimento, alegaram à época que a droga era usada para tratamento de fiéis. Na ocasião foram encontrados 50 pés de maconha no local.