Mulheres no Irã se rendem a Jesus através de programa de TV

A rejeição do Islã levou muitos iranianos a Cristo, embora o ateísmo e outras religiões também tenham crescido. “Essas mulheres são muito abertas”

MulherES no Irã se rendem a Jesus através de programa de TV
Novo programa de TV proclama Jesus entre as mulheres, no Irã

Os trabalhadores do evangelho em um programa de TV no Irã, começaram notar um que um grande número de mulheres começaram vir para Jesus, depois que o Ccovid-19 atingiu o país, em dez vezes mais que antes da pandemia.

Os fundadores do Iran Alive Ministries relataram isso a JoAnn Doyle do Uncharted Ministries , que disse: “Tivemos uma conversa com eles. E eles disseram: ‘Sabe, traduzimos muitos programas de pregação de mulheres para o persa para que as mulheres iranianas, possam assisti-los em suas próprias línguas.

Não tinhamos um programa realmente escrito para farsi ou persa. Então foi assim que tudo aconteceu. O programa de TV, chamado Flourish, alcança mulheres iranianas que vivem em um contexto cada vez mais pós-islâmico. Explica, Doyle.

Leia também:

“O que vemos nas notícias é totalmente diferente do que realmente está acontecendo no campo. A maioria das mulheres é pós-islâmica. Eles estão neste país que é tão opressor, especialmente para as mulheres. Mas a população em geral está apenas rejeitando o Islã”.

O vácuo deixado pelo Islã

A rejeição do Islã levou muitos iranianos a Cristo, embora o ateísmo e outras religiões também tenham crescido. “Essas mulheres são muito abertas”. Eles estão olhando. Aqueles que estão chegando à fé em Cristo, a maioria deles são mulheres. Relata, Doyle.

“As mulheres estão liderando o caminho, não apenas na salvação, mas também no discipulado e liderança.”

O Flourish visa alcançar todos os tipos de mulheres no Irã, sejam abusadas e oprimidas ou que encontrem cada vez mais liberdade. “Muitos delas não conhecem Jesus. Eles apenas sabem que odeiam o Islã”.

Ore para que as boas novas de Jesus continuem alcançando muitas mulheres no Irã e nos países vizinhos. Jesus revolucionou a posição das mulheres na sociedade, e esta é uma mensagem que o Irã e o resto do mundo precisam desesperadamente.

Doyle também pede aos leitores que orem para que, à medida que as pessoas deixam o Islã, não sejam apanhadas em distorções do Cristianismo histórico. Grupos como os Santos dos Últimos Dias e as Testemunhas de Jeová têm vindo ao Irã para preencher o vácuo, já que as pessoas rejeitam o Islã.