Jovem cristã é presa pela terceira vez no Irã

A ativista cristã Fatemeh Mohammadi, passou seis meses na prisão por ser membro de uma igreja doméstica local, no Irã.

A cristã Mary Fatemeh Mohammad é presa novamente no Irã
A cristã Mary Fatemeh Mohammad, é presa novamente no Irã. Foto – Divulgação

A cristã iraniana Mary Mohammadi, ativista dos direitos humanos, foi presa novamente em 18 de janeiro, no Irã. Pela terceira vez, a jovem cristã foi presa por sua identidade de cristã e ativista declarada.

Mais recentemente, ela foi presa pela “polícia da moralidade” no Irã, alegando que ela usava indevidamente seu hijab. A hijabe é o vestuário que permite a privacidade. Na ocasião, suas calças estavam muito justas e seu casaco estava desabotoado. As autoridades iranianas anteriormente a acusaram das mesmas acusações.

A ativista cristã Fatemeh Mohammadi, passou seis meses na prisão por ser membro de uma igreja doméstica local, no Irã. Ela também, ficou presa por três meses em abril de 2020, por participar de um protesto pacífico.

Leia também:

Apesar de seu bom relacionamento com seu empregador, ela também não pôde retornar ao trabalho desde sua alta no ano passado. De acordo com Mohammadi, é claro que seus empregadores recebem pressão de funcionários da inteligência para não aceitá-la de volta.

Sua vida já foi interrompida várias vezes por sua identidade como cristã, com o governo iraniano não permitindo que ela voltasse à sua vida normal, mesmo depois de cumprir sentenças de prisão não merecidas.