Irmãs cristãs são forçadas a renunciar à fé pelos patrões, no Paquistão

As jovens cristãs foram forçadas renunciar sua fé pelos seus patrões muçulmanos

Irmãs cristãs são forçadas a renunciar à fé pelos patrões, no Paquistão
As duas irmas cristãs Maham Manzoor e sua irmã, Anum Manzoor, foram convertidas à força ao Islã no Paquistão. Foto – Divulgação

De acordo com o Morning Star News, a família de duas cristãs no Paquistão, afirma as irmãs foram forçadas a renunciar à fé cristã e se converter ao Islã pelos patrões muçulmanos. Os parentes relatam que os empregadores agora não estão permitindo que eles vejam seus parentes.

Maham Manzoor e sua irmã, Anum Manzoor, foram enviadas para trabalhar como faxineiras em casas muçulmanas separadas em Lahore. Nasreen Bibi, tia das jovens, disse ao Morning Star News que suas sobrinhas foram convertidas à força ao Islã por seus empregadores muçulmanos.

Convertidas à força ao Islã

Publicidade

“Tanto Anum quanto Maham foram convertidos à força”, disse Nasreen ao Morning Star News. “ Infelizmente, a polícia e o tribunal têm atuado como facilitadores desse crime.”

Leia também:

Dois anos atrás, Maham e Anum foram enviados a lares muçulmanos para trabalhar como faxineiros e fornecer uma renda para a família. Nasreen relata que descobriu a conversão forçada no mês passado, quando tentou visitar Maham na casa de seu empregador.

Em 8 de dezembro, Nasreen foi ao local de trabalho de Maham para buscá-la para fazer algumas compras de Natal. Quando ela chegou, os patrões de Maham se recusaram a permitir que Nasreen visse Maham porque ela havia se convertido ao Islã.

Mais tarde, Nasreen recebeu um telefonema do empregador de Anum, um parente do empregador de Maham, que lhe disse para esquecer suas sobrinhas, pois ambas haviam se convertido ao Islã. O empregador passou a ameaçar Nasreen se ela tentasse entrar em contato com qualquer uma de suas sobrinhas.

Em 15 de dezembro, Nasreen levou os dois empregadores ao tribunal. No entanto, o tribunal decidiu a favor dos empregadores muçulmanos e concedeu a custódia das duas meninas aos empregadores.

Conversões forçadas

De acordo com um estudo do Movimento pela Solidariedade e Paz no Paquistão, cerca de 1.000 mulheres cristãs e hindus são sequestradas, casadas e convertidas à força iao slamismo todos os anos. Muitas das vítimas são menores.

As agressões sexuais e os casamentos fraudulentos são usados ​​pelos perpetradores para prender as vítimas e as autoridades são frequentemente cúmplices.

A questão da religião é injetada em casos de agressão sexual para colocar as vítimas de comunidades de minorias religiosas em desvantagem. Jogando com preconceitos religiosos, os perpetradores sabem que podem encobrir e justificar seus crimes introduzindo um elemento de religião.

Seguir o Amigo De Cristo no Google Notícias

Deixar cometário no Facebook: