Inscrição sobre Jesus ser “filho de Maria” é desenterrada em Israel

Segundo Di-Segni, a inscrição “Cristo nascido de Maria” e era comumente usada no início das inscrições e documentos da época. Cristo (Christos em grego, ou 'Messias') refere-se a Jesus.

Inscrição “Cristo, filho de Maria” é desenterrada em Israel
Inscrição “Cristo, filho de Maria” é desenterrada em Israel. Foto – Divulgação

Autoridade de Antiguidades de Israel, anunciou nesta quarta-feira (20), a descoberta de uma inscrição grega de 1.500 anos, dedicada a “Jesus filho de Maria“, na aldeia de et-Taiyiba no vale de Jezreel.

A inscrição grega, gravada em pedra, vem da moldura de uma porta de entrada que data do período bizantino (final do século V EC). Foi descoberto incorporado em uso secundário em uma das paredes de um magnífico edifício datado do período bizantino ou islâmico inicial, onde as escavações revelaram duas salas contendo pavimentos em mosaico com desenho geométrico.

A inscrição foi recuperada em uma escavação arqueológica dirigida por Tzachi Lang e Kojan Haku, da Autoridade de Antiguidades de Israel, antes da construção de uma estrada dentro da vila. Como parte da política da Autoridade de Antiguidades de Israel de aumentar o interesse público em arqueologia, estudantes, voluntários e trabalhadores da comunidade local participaram da escavação.

Publicidade
Inscrição sobre Jesus ser "filho de Maria" é desenterrada em Israel
A inscrição tem aproximadamente 1.500 anos

Segundo a Dra. Leah Di-Segni, pesquisadora do Instituto de Arqueologia da Universidade Hebraica de Jerusalém, que decifrou o texto, trata-se de uma inscrição dedicatória que foi gravada durante o lançamento dos alicerces da igreja.

Diz: “Cristo nasceu de Maria. Esta obra do bispo mais temente a Deus e piedoso [Theodo] sius e do miserável Th [omas] foi construída desde a fundação – -. Quem entra deve orar por eles.”

Segundo Di-Segni, a fórmula “Cristo nascido de Maria” pretendia proteger seus leitores do mau olhado e era comumente usada no início das inscrições e documentos da época. Cristo (Christos em grego, ou ‘Messias’) refere-se a Jesus.

Di-Segni acrescenta que “A inscrição saúda os que entram e os abençoa. Portanto, é claro que o edifício é uma igreja, e não um mosteiro: As igrejas saudavam os crentes em sua entrada, enquanto os mosteiros tendiam a não fazer isso ”.

Teodósio, a quem o texto se refere como o fundador do edifício, foi um dos primeiros bispos cristãos. Ele serviu como arcebispo regional – a autoridade religiosa suprema da metrópole de Bet She’an, à qual pertencia et-Taiyiba no vale.

O Dr. Walid Atrash, da Autoridade de Antiguidades de Israel, diz: “Esta é a primeira evidência da existência da igreja bizantina na vila de et-Taiyiba e se soma a outras descobertas que atestam as atividades dos cristãos que viviam na região.

Leia também:

Restos de uma igreja do período das Cruzadas foram descobertos anteriormente no local, e um mosteiro descoberto mais recentemente por Nurit Feig da Autoridade de Antiguidades de Israel e o Dr. Moti Aviam do Kinneret College em Kfar Kama é um de uma série de mosteiros que estavam sob o jurisdição da metrópole religiosa Bet She’an.”

De acordo com os diretores de escavação Tzachi Lang e Kojan Haku da Autoridade de Antiguidades de Israel, “A escavação rendeu achados de uma variedade de períodos, lançando luz sobre a longa sequência de assentamento em et-Taiyiba no vale, e sobre seu status entre os assentamentos locais.”

Seguir o Amigo De Cristo no Google Notícias

Deixar cometário no Facebook: