Indonésia escolhe um cristão, para ser chefe da Polícia Nacional

O parlamento da Indonésia aprovou a nomeação de Listyo Sigit Prabowo, um cristão, como o novo chefe da polícia nacional.

Presidente da Indonésia escolhe um cristão, para ser Chefe da Polícia Nacional
O cristão Listyo Sigit Prabowo, foi nomeado na Indonêsia para ocargo de no Chefe de Polícia Nacional. Foto – Divulgação

Um cristão foi escolhido pelo presidente da Indonésia, Joko Widodo, para ocupar o cargo de próximo Chefe da Polícia Nacional, após considerar quatro outros candidatos. Ele será a terceira pessoa da “minoria religiosa” a ocupar o cargo na nação de maioria muçulmana.

O Comissário Geral Listyo Sigit Prabowo, é o primeiro “cristão” na Indonésia que ocupa esse importante cargo no país. Listyo, foi o único aprovado pela Câmara dos Representantes, em 20 de janeiro.

De acordo com o UCA News, o novo chefe que dirige a Agência de Investigação Criminal da Polícia Nacional, é um aliado próximo do Presidente Jokowi da Indonésia e irá substituir o General Idham Azis, que recentemente se aposentou no final de janeiro.

Publicidade

Leia também:

Sua nomeação ocorre depois que uma figura importante no Conselho Ulema da Indonésia, o principal órgão clerical islâmico do país, gerou polêmica ao dizer que o novo chefe de polícia deve ser muçulmano.

O padre Paulus Christian Siswantoko, secretário executivo da Comissão episcopal indonésia, disse que ao nomear um novo chefe de uma religião minoritária, o presidente Widodo, queria mostrar que qualquer cidadão indonésio tem o mesmo direito de se tornar um líder.

“Esta é uma afirmação de que esta nação escolhe líderes não com base na religião, não com base em uma minoria ou maioria, mas com base em realizações, histórico e visão”, disse ele ao UCA News.

Ele também espera que Listyo, fara cumprir a lei de maneira justa para todas as pessoas, sem discriminação. Ele também espera que Listyo possa ajudar a fortalecer os laços entre muitos elementos da sociedade, incluindo líderes religiosos.

“A impressão de que a lei é contundente para cima e para baixo precisa mudar”, disse ele, referindo-se à percepção pública de que a lei é implementada de forma mais dura contra os pobres.

 

Seguir o Amigo De Cristo no Google Notícias

Deixar cometário no Facebook: