Igrejas na Irlanda da Norte suspende cultos devido ao covid-19

Igreja Presbiteriana, Derry, Irlanda Do Norte
Igreja Presbiteriana, Derry, Irlanda Do Norte. Foto – Divulgação

As reuniões para o culto religioso devem ser suspensas até o próximo mês na Irlanda do Norte, devido a um aumento de infecções por Covid-19. A chegada da nova variante da covid-19, na Irlanda do Norte, mais 1.500 novos casos foram relatados, com o número cumulativo de infecções atingindo 86.146.

A decisão foi tomada por líderes de congregações Católica, Igreja da Irlanda, Presbiteriana e Metodista. Eles se encontraram com o médico-chefe de Stormont, Dr. Michael McBride, e o consultor científico-chefe, Professor Ian Young, na quinta-feira, para discutir a pandemia.

Segun uma declaração da Igreja da Irlanda disse: “À luz da atual situação séria e agravante e em linha com as orientações claras de saúde pública de que as pessoas devem ficar em casa, decidimos que todas as reuniões públicas para o culto e todas as outras atividades pessoais da igreja devem cessar para nossa denominação particular, até sábado, 6 de fevereiro de 2021”.

Publicidade

Leia também:

A decisão está sujeito a revisão no final de janeiro, com exceção de casamentos, funerais, arranjos para gravação e, ou transmissão ao vivo, serviços drive-in e oração privada (conforme permitido pelos regulamentos )

“Notamos e acolhemos o fato de que a mesma posição foi adotada pela Igreja Presbiteriana, Igreja Católica Romana, Igreja Metodista e outras na Irlanda do Norte.”

A Irlanda do Norte está entrando em bloqueio total novamente em um esforço para conter o rápido aumento da disseminação do coronavírus.

Na tarde de quinta-feira (7), o Fórum de Líderes Executivos da Fé da Irlanda do Norte foi convocado pelos ministros juniores de Stormont, Gordon Lyons e Declan Kearney, para discutir a emergência.

O Rev. Trevor Gribben, representando os presbiterianos, disse: “É claro que é lamentável e decepcionante que nas próximas semanas nossas igrejas não estarão mais fisicamente se reunindo para adoração.

Aumento de infecções

“No entanto, devido ao aumento alarmante de infecções por Covid-19 na comunidade, esta é a decisão certa a ser tomada, tanto para a segurança e proteção das pessoas quanto para contribuir para a redução geral do contato interpessoal em linha com o Mensagem do governo ‘fique em casa’. ”

A oração privada pode continuar.

O arcebispo católico primata da Irlanda Eamon Martin, e outros bispos disseram: “Tomamos esta decisão com relutância, conscientes de que não poder nos reunir para o culto público pode causar dor a todos os fiéis, mas na esperança de que este período limitado de sacrifício seja para o proteção da vida e da saúde e para o bem de todos.

“Mais uma vez, pedimos orações pelos doentes, enlutados e todos aqueles cujo sustento foi particularmente afetado pela pandemia.”

Seguir o Amigo De Cristo no Google Notícias

Deixar cometário no Facebook: