Explosão em prédio de igreja mata 4 pessoas em Madri

Uma grande explosão num prédio no centro de Madri deixou quatro mortos, incluindo um padre que havia sido ordenado hà menos de um ano

Explosão em prédio de igreja mata 4 pessoas, na Espanha
A explosão aconteceu no centro de Madri deixando quatro mortos, incluindo um padre. Foto – Divulgação

Uma explosão em um prédio de propriedade da Igreja Católica em Madri, na quarta-feira 20, deixou quatro pessoas mortas, incluindo um padre. Pelo menos 11 outras pessoas, ficaram feridas, na explosão.

O padre Ruben Perez Ayala, de 36 anos, foi inicialmente levado ao hospital com queimaduras e ferimentos graves, mas já faleceu. A morte do sacerdote, foi confirmada pela arquidiocese de Madri. Ele só havia sido ordenado em junho passado.

Uma mulher de 85 anos que caminhava na rua no momento da explosão e David Santos Muñoz, de 35, também foram identificados como vítimas fatais. A identidade da quarta vítima não foi revelada.

Leia também:

Homens-bomba se explodem deixando 32 mortos em Bagdá

O padre Ruben e o eletricista David Santos consertavam a caldeira a gás nos fundos do prédio. Embora a causa da explosão não tenha sido confirmada, os serviços de emergência disseram que todas as evidências apontam para um vazamento de gás.

O edifício pertence à Igreja da Virgen de la Paloma, e é utilizado para alojar padres locais da Diocese de Madrid, como espaço de escritórios e como abrigo dirigido por uma instituição de caridade católica.

Outros padres que moravam no prédio sobreviveram, incluindo o padre Matías Ernesto Quintana, que enviou um vídeo para sua família pedindo-lhes que orassem por ele, pois estava preso no chão.

No vídeo, ele é ouvido dizendo: “Nossa casa acaba de explodir pelos canos de gás. E estou preso no quinto andar e há um incêndio e não consigo descer.” Ore por mim, não sei se eles vão conseguir me tirar daqui.

De acordo com a Diocese de Madrid na Espanha, o Papa enviou um telegrama expressando suas “sinceras condolências nestes momentos difíceis”.

Seguir o Amigo De Cristo no Google Notícias

Deixar cometário no Facebook: