Cristãos vão aos tribunais para poder usar a palavra “Deus”, na Malásia

Essas palavras,“Deus” ou “Senhor”, tem sido usada por cristãos e muçulmanos. E não houve muitos problemas por muitos, muitos anos.

Cristãos vão aos tribunais para poder usar a palavra "Deus", na Malásia
Cristãos na Malásia, são poribidos de usar a palavra “Allah”, por muçumanos. Foto – Divulgação

Imagine não poder usar a palavra “Deus”. Isso pode ser uma realidade para os cristãos na Malásia, que por séculos têm usado a palavra árabe “Alá”, que significa “Deus” ou “Senhor”. Esses crentes vivem em uma cultura amplamente dominada pelo Islã .

Especificamente, os cristãos no país do sudeste asiático desejam usar esse nome em suas Bíblias e livros. Greg Musselman, do jornal The Voice of Martyrs Canada , diz: “Os cristãos têm usado essa palavra específica em publicações cristãs, e até mesmo em sua própria Bíblia, que remonta a 1731”, a Bíblia Bahasa Malaysia.

Essas palavras, tem sido usada por cristãos e muçulmanos. E não houve muitos problemas por muitos, muitos anos. Porém no início dos anos 2000, isso começou a ser um problema para alguns muçulmanos no país. Eles estavam realmente pressionando para que a palavra Alá fosse limitada ao Islã. Explica, Musselman.

Leia também:

 Tribunais

O assunto foi levado aos tribunais da Malásia em 2008. Foi quando Jill Ireland Lawrence Bill, do estado de Sarawak, entrou com uma ação judicial contra o governo da Malásia por seu direito de usar a palavra “Alá” em publicações cristãs.

O caso foi discutido desde então. Agora, um juiz do Supremo Tribunal da Malásia adiou sua decisão até 27 de janeiro th . Musselman diz: “Os tribunais querem que a comunidade, os líderes religiosos, os líderes cristãos e muçulmanos cheguem a algum tipo de acordo, talvez encontrando uma palavra de substituição que os cristãos possam usar”.

Ore pela paz na Malásia

Os tribunais desejam evitar uma decisão que cause violência religiosa ou agitação. Os cristãos malaios querem usar a palavra, mas também querem paz em suas comunidades. Musselman diz: “Eles estão apenas tentando navegar nesta situação. A Igreja realmente precisa de sabedoria. Eu diria que é assim que precisamos orar por nossos irmãos e irmãs na Malásia”.

Ore também para que o testemunho da Igreja da Malásia, aponte muitos a Jesus como Senhor de todas as coisas.