Conheça os países que negou ajuda aos cristãos durante a pandemia

Os países onde a ajuda relacionada ao Covid-19, foi negada aos cristãos por causa de sua fé estavam; Bangladesh, Paquistão, Iêmen e Sudão.

Cristãos na Índia recebem ajuda da Portas Abertas, durante a pandemia. Foto – Divulgação/Prtas Abertas

A pandemia mundial de coronavírus tem sido um “catalisador” para a repressão às minorias cristãs em todo o mundo, com alguns negados ajuda de emergência por causa de sua fé, de acordo com o último relatório anual do Portas Abertas, sobre a perseguição de cristãos em todo o mundo.

O relatório da Portas Abertas conhecido como, “Lista Mundial da Perseguição“, relata que entre os países onde a ajuda relacionada ao Covid-19, foi negada aos cristãos por causa de sua fé estavam; Bangladesh, Paquistão, Iêmen e Sudão.

Também incluiu a Índia, onde cerca de 80 por cento dos 100.000 cristãos que recebem ajuda dos parceiros do Portas Abertas foram demitidos dos pontos de distribuição de alimentos, alguns tendo que caminhar distâncias consideráveis ​​e forçados a esconder sua fé cristã para obter comida em outro lugar.

Publicidade

Leia também:

Enquanto isso, na Nigéria, famílias de várias aldeias no sul de Kaduna relataram ter recebido um sexto das rações alocadas para famílias cristãs. Enquanto isso, na Somália, o grupo extremista islâmico Al-Shabaab culpou os cristãos pelo COVID-19.

Mike Gore, CEO da Portas Abertas Austrália e Nova Zelândia, disse em um comunicado que a situação reflete a “triste, mas verdadeira realidade da perseguição e discriminação em todo o mundo”.

“Os perseguidores usam todas as ferramentas possíveis para infligir o maior dano e as maiores consequências aos cristãos que escolhem seguir Jesus. É um pensamento aterrorizante que outro humano usaria o medo de COVID-19 como uma ferramenta de conformidade quando se trata de alguém escolha de fé.”

O relatório principal descobriu que mais de 340 milhões de cristãos em todo o mundo enfrentam altos níveis de perseguição e discriminação, um número que equivale a um em cada oito cristãos.

O Portas Abertas disse que pela primeira vez desde que começou a compilar a lista, apenas os países com níveis “extremos” ou “muito altos” de perseguição figuraram em sua lista das 50 piores nações para a perseguição cristã neste ano – uma descoberta que indica um aumento na severidade da perseguição enfrentada pelos cristãos.

Gore, descrevendo a tendência como “alarmante”, disse que é uma questão que as igrejas e governos ocidentais precisam resolver de forma proativa.“A liberdade religiosa tem um custo maior a cada ano e agora, mais do que nunca, precisamos usar nossa voz para defender os cristãos perseguidos”.

A Coreia do Norte liderou a lista de 50 países onde a perseguição aos cristãos é a pior pelo 20º ano consecutivo, seguida pelo Afeganistão, Somália, Líbia e Paquistão – todos ocupando cargos semelhantes no ano passado. A Nigéria, por sua vez, liderou a lista de nações onde a violência contra os cristãos foi pior, seguida pelo Paquistão, República Democrática do Congo e Moçambique.

Os maiores impulsionadores na lista de nações onde a perseguição aos cristãos é pior incluíram a Turquia (subiu 11 lugares para o número 25), Colômbia (subiu 11 lugares para o número 30) e Tunísia (subiu oito lugares para o número 26). A reentrada no top 50 depois de abandonar o ano passado foi o México, agora no número 37, a RDC, agora no número 40, Moçambique (número 45) e Comores (número 50).

O relatório também descobriu que os cristãos estão sendo deliberadamente alvejados pelo tráfico de pessoas, principalmente meninas e mulheres para o comércio sexual. Ele citou uma descoberta da Parceria de Liberdade Religiosa que mostrou que 90 por cento dos especialistas ​​concordaram que o COVID-19 causou um aumento no tráfico de mulheres, seja significativa ou moderadamente.

A pandemia COVID-19 também viu um aumento na vulnerabilidade à violência doméstica durante o confinamento e entre convertidos cristãos e mulheres, enquanto os relatos de sequestro, conversões forçadas e casamento forçado de mulheres e meninas também aumentaram.

O ranking dos 10 países que os cristãos são mais perseguidos:

01 – Coreia do Norte
02 – Afeganistão
03 – Somália
04 – Líbia
05 – Paquistão

06 – Eritreia
07 – Iêmen
08 – Irã
09 – Nigéria
10 – Índia

Para a lista completa da perseguição, acesse o site da missões Portas Abertas e confira o novo mapa da Lista Mundial da Perseguição 2021.

Seguir o Amigo De Cristo no Google Notícias

Deixar cometário no Facebook: