Bíblia leva esperança à cidade que deu origem ao Covid-19, na China

Bíblia leva esperança à cidade que deu origem ao Covid-19, na China
Cristãos de Wuhan na China, renovam a esperança com à Bíblia. Foto – Divulgação

Segundo à organização cristã, Bibles For The World, Deus está se movendo através da Bíblia e levando esperança à cidade Wuhan, local de origem do COVID-19 na China, que antes era isolada do testemunho cristão.

John Pudaite de Bibles For The World, descreve bênçãos inesperadas no Leste Asiático: “Na China, por exemplo, pudemos distribuir mais de 300.000 evangelhos de João e m ais 15.000 Bíblias em 2020. Os pedidos mais fortes vinham de Wuhan, o ‘solo zero ‘desta pandemia”, diz ele.

“Recebemos pedidos de mais de 30.000 evangelhos de João das igrejas e dos cristãos daquela área (Wuhan). Eles disseram, ‘tantas pessoas estão vindo até nós em busca da verdade neste tempo louco.’ ”

Leia também:

A ‘guerra contra a religião’ da China é relativamente conhecida. Veja nossa cobertura aqui. Louve a Deus por tornar Sua Palavra disponível para pessoas que buscam a verdade! Ore para que essas pessoas conheçam Jesus como Salvador.

Oportunidade de evangelismo

A China não é a única nação “difícil” onde o Espírito de Deus está se movendo. Conforme descrito aqui, todo o trabalho missionário protestante aberto no Vietnã cessou em 1975. Hoje, muitos grupos cristãos entram em ação quando as portas se abrem para o trabalho evangélico.

Bibles For The World anunciou um novo programa no início deste ano. Ore para que uma nova divulgação no Vietnã floresça. “Ore por ousadia para nossos parceiros lá; ore por sabedoria e discernimento”, pede Pudaite.

“Nosso grande festival de Natal teve que ser adiado para o próximo ano. Mas os parceiros indígenas locais foram em frente e realizaram alguns eventos de Natal menores; mais de 150 [pessoas] conheceram o Senhor”.

Bibles For The World se esforça para ser um catalisador para a mudança individual e cultural por meio de Cristo e do poder de Sua Palavra. As calamidades deste ano podem ter alterado alguns planos de ministério, mas não atrapalharam a missão.

“O Evangelho não será colocado em quarentena, e o Espírito Santo não pode ser bloqueado. Vimos isso inúmeras vezes nos países onde trabalhamos.” Conclui, John Pudaite.