Aumenta o número de ataques contra os cristãos na Índia

Perseguição cristã na Índia aumenta severamente, segundo relatório pelo menos 327 casos de ataques contra os cristãos indianos foram documentados em 2020.

Aumenta o número de ataques contra cristãos na Índia, em 2020
Perseguição cristã na Índia aumenta severamente. Foto – Divulgação

De acordo com a Evangelical Fellowship of India (EFI), aumenta o número de ataques contra os cristãos na Índia, em 2020. O aumento de ataques surge mesmo com população indiana vivendo sobre o bloqueio por meses devido à pandemia COVID-19.

Segundo à Evangelical Fellowship, pelo menos 327 casos de perseguição contra os cristãos indianos foram documentados em 2020. Cerca de cinco cristãos foram assassinados, e seis igrejas foram queimadas ou demolidas em ataques de motivação religiosa.

A organização (EFI), ainda observou que pelo mens 26 incidentes de boicotes sociais em comunidades cristãs foram evitadas, por seus vizinhos não cristãos devido à sua identidade religiosa.

Publicidade

Leia também:

O relatório da EFI documenta a continuação de uma tendência contínua de crescimento da intolerância religiosa e da violência na Índia. Desde que o Partido Bharatiya Janata (BJP) assumiu o poder político em 2014.

Os ataques contra crtistãos Índia, documentados pela Evangelical Fellowship, mais do que dobraram. Em 2014, ano em que o BJP ascendeu ao poder político, a (EFI) registrou 147 ataques violentos contra cristãos indianos. Em 2019, após cinco anos de governo do BJP, a EFI registrou 366 ataques violentos.

Os incidentes documentados pela EFI provavelmente representam apenas uma parte da violência vivida pela comunidade cristã da Índia. A maioria dos incidentes não é relatada devido ao medo de represálias e falta de confiança no sistema de justiça da Índia.

A Índia ocupa a 10ª posição na lista da perseguição mundial dos países onde é mais difícil ser cristão. O país estava em 31º em 2013, mas sua posição piorou desde que Narendra Modi, do Partido Bharatiya Janata, chegou ao poder em 2014.

Seguir o Amigo De Cristo no Google Notícias

Deixar cometário no Facebook: