Aldeia inteira aceita a Jesus após cura de jovem em Bangladesh

No final da noite de domingo, a "aldeia interia" com cerca de 120 pessoas havia aderido ao Reino de Jesus. O Bibles for Mideast, pede orações pelo mistério do pastor Massod em Bangladesh

Aldeia inteira aceita a Jesus após cura de jovem em Bangladesh
O pastor Masood pregando o evangelho de Jesus em aldeia de Bangladesh, Foto – Divulgaçao/Bibles For Mideast

Em Bangladesh depois que um jovem deficiente foi curado durante um culto, a aldeia inteira decidiu aceitar Jesus. Após a cura do jovem, o pastor Masood e vários jovens de sua igreja seguiram para as aldeias próximas para compartilhar o evangelho e distribuir bíblias.

Em uma das aldeias o pastor e os dois rapazes avistaram uma mulher sentada sozinha, em frente a uma casa. Eles deram a ela, um exemplo do evangelho e começaram a compartilhar sobre Jesus. Assim que ouviu o nome de Jesus, ela gritou com raiva para eles e jogou fora o folheto do evangelho.

Alertados pelo barulho, vizinhos começaram a aparecer e repreenderam o pastor com sua equipe por irritarem a mulher. Só então, seu filho deficiente, de cerca de 18 anos, também apareceu, rastejando de joelhos pela porta da casa para sua mãe chateada. Ele ouviu tudo o que estava acontecendo.

Leia também:

Segundo um relato do Bibles for Mideast, quando os vizinhos zangados cercaram o pastor e os membros de sua equipe com a intenção de atacá-los. Então, o marido da mulher entrou em cena, abrindo caminho até a frente da multidão.

Ele agarrou o que pôde da Bíblia e da literatura evangélica, jogou fora e começou a espancar brutalmente o pastor Masood e os dois jovens que estavam com ele. O pastor caiu no chão sob os golpes.

De repente, o filho deficiente falou. “Pai, eles são o povo de nosso Senhor! Eles falam a verdade. Por favor, não os vença! ”

O pai do menino, a mãe e todos os vizinhos pareciam atordoados, olhando incrédulos para o menino deficiente que foi curado. Sua mãe praticamente caiu de joelhos na frente do pastor Masood, estendeu a mão e segurou com força sua perna, clamando em voz alta por perdão.

Seu marido, agora repentinamente imóvel, olhou para o pastor Masood como se ele fosse um ser divino.

O pastor não tinha ideia do que estava acontecendo. Em voz baixa e reverente, alguém lhe disse que o jovem deficiente nunca havia falado antes. Não admira que todos tenham ficado pasmos.

Naquele momento, o pastor Masood os consolou e acalmou com a paz de Cristo, e então compartilhou algumas de suas próprias experiências com Jesus.

Rastejando até o pastor de joelhos, o filho pediu oração. O pastor Masood segurou suas mãos pela cabeça do jovem e orou. Ao fazer isso, o menino endireitou-se lentamente até ficar em pé em toda a sua altura.

Os aldeões espantados mal podiam acreditar no que viam. Eles temiam até chegar perto do pastor e dos membros de sua equipe, murmurando entre si que com certeza tinham vindo do céu.

O pastor assegurou-lhes que ele e os jovens com ele eram simplesmente servos do Senhor Jesus. Ele então compartilhou o evangelho mais completamente, explicando como Jesus foi crucificado para salvar cada pessoa do pecado e da morte. Jesus é o poderoso curador, e os milagres que eles acabaram de testemunhar foram feitos por Suas mãos.

Quando o pastor Masood, pediu ao povo que aceitasse Jesus como seu Salvador e Senhor, todos concordaram. Eles também organizaram uma reunião de oração para aquela noite, e muitos compareceram e foram curados e salvos.

No final da noite de domingo, a aldeia interia decidiu aceitar Jesus. Pelo menos 120 pessoas havia aderido ao Reino de Deus. O Bibles for Mideast, pede orações pelo mistério do pastor Massod.

Pedidos de oração:

Por favor, ore pelo ministério do pastor Masood e sua igreja. Ele e sua equipe continuam distribuindo bíblias, e agradecemos a todos que ajudaram na aquisição.

Ore por eles, por seu ministério e por todas as pessoas que recentemente aceitaram nosso Senhor Jesus como seu Salvador. Sem dúvida, eles agora enfrentarão perseguição de outras aldeias, todas muçulmanas.

Seguir o Amigo De Cristo no Google Notícias

Deixar cometário no Facebook: