Combatente da Al-Qaeda troca fuzil pela Bíblia após aceitar Jesus

Ex-combatente da al-Qaeda troca seu AK-47 pela Bíblia após receber a Cristo , na Síria.

Mulher ex-combatente da Al-Qaeda troca fuzil pela Bíblia após aceitar Jesus, na Síria
Mulher ex-combatente da Al-Qaeda troca fuzil pela Bíblia após aceitar Jesus, na Síria. Foto – Ilustrativa

Em meio aos horrores da guerra na Síria, Deus está realizando milagres levando mais e mais pessoas a Jesus Cristo, uma mulher ex-combatente da “Al-Qaeda” trocou seu fuzil pela Bíblia após aceitar Jesus, depois de frequentar uma igreja por dois meses secretamente.

O irmão John, um cristão sírio e parceiro de ministério da The Voice of the Martyrs, EUA, compartilhou com a Mission Network News alguns testemunhos inspiradores de novos crentes, alguns dos quais podem ser considerados os mais improváveis ​​convertidos cristãos.

Uma delas é uma mulher muçulmana com véu que foi vista entrando e saindo de uma nova igreja na Síria por cerca de dois meses. Finalmente, ela encontrou coragem para falar com um dos líderes da igreja e contar-lhe sua história.

Publicidade

Vida transformada pelo Evangelho

Ela disse que costumava carregar um fuzil de assalto AK-47 e lutar pela Al-Qaeda, além de servir como enfermeira para combatentes feridos do grupo militante islâmico. “Mas eu vim para a nova igreja e ouvi o Evangelho e comecei a vir e conhecer a Cristo. Eu estava com medo de lhe contar porque estava com medo de que você me denunciasse e então eu fosse presa ”, disse ela ao líder da igreja.

Agora, ela substituiu seu fuzil AK-47 por algo que lhe dá a proteção definitiva e a chave para uma vida cristã gloriosa: a Bíblia. O irmão John compartilhou seu próprio relato pessoal de Deus manifestando Sua presença entre os cristãos na Síria.

Ele disse que recentemente visitou um acampamento para ver um dos obreiros cristãos ali. Ele viu o trabalhador dentro de uma tenda e segurava uma Bíblia na presença de homens e mulheres muçulmanos que estavam celebrando um feriado muçulmano.

Segundo irmão John, disse que estava orando para que o obreiro cristão não compartilhasse o Evangelho com os muçulmanos dentro da tenda, temendo que isso pudesse resultar em algo desagradável.

Para sua consternação, o obreiro cristão começou a compartilhar o Evangelho.

“Houve uma conversa, uma pergunta, uma resposta, e ele estava apenas respondendo e respondendo estrategicamente. Um homem zangado saiu e, assim que esse homem zangado saiu, o Senhor começou a se mover ”, relembrou o irmão John.

“Uma mulher se levantou e disse, ‘Eu vi Jesus em um sonho’, no meio daquele grupo, e então outra mulher, e uma nova mulher entrou naquela reunião e ela disse que também viu Jesus. Então, começamos apenas em um período de duas horas ouvindo sobre três histórias diferentes de pessoas que viram Jesus em sonhos e visões ”, disse ele à Mission Network News.

O irmão John disse que os cristãos na Síria estão se apegando à fé, apesar de estarem “literalmente na mira do perigo e da perseguição”.

Ele disse que perguntou a um dos pastores por que ele e sua família ainda estão em Aleppo, apesar da vida difícil e das constantes ameaças de morte.

O pastor disse a ele: “Se eu disser que Jesus é o melhor exemplo e Ele morreu por mim, estou disposto a colocar minha vida em risco … Claro que há morte, mas [há] também a bela imagem da ressurreição de pessoas para conhecer Jesus Cristo. É por isso que eles ficam e é por isso que permanecem dentro da Síria. ”

Seguir o Amigo De Cristo no Google Notícias

Deixar cometário no Facebook: