Ataque do Boko Haram deixa 110 agricultores mortos, na Nigéria

Funeral de 43 agricultores mortos em Zabarmari, Nigéria, pelo Boko Haram em 29 de novembro.

Ataque do Boko Haram deixa 110 agricultores mortos, na Nigéria
Funeral de 43 agricultores mortos em Zabarmari, Nigéria, pelo Boko Haram em 29 de novembro.. Foto – Divulgação

Um ataque de militantes do Boko Haram no estado de Borno ao nordeste da Nigéria, deixou cerca de 110 agricultores mortos que trabalhavam em seus campos. O ataque aconteceu no último dia 28 de novembro.

Este ataque é considerado o maior e mais mortal pelo grupo em todo o ano de 2020, especialmente contra civis. Os ataques ocorreram na vila de Koshobe e em outras comunidades rurais próximas à cidade de Maiduguri, no nordeste do país.

Homens armados andavam de motocicletas e atiravam em aldeões que trabalhavam em seus campos naquele dia. Segundo as informações do International Christian Concern (ICC).

Publicidade

Este ato de violência sem sentido é uma tentativa do Boko Haram de manter a área desestabilizada e mostrar que eles ainda têm o poder de aterrorizar o povo da Nigéria, apesar das tentativas do governo nigeriano de detê-los.

Este ataque foi provavelmente conduzido pela facção Abubakar Shekau do Boko Haram, que é conhecida por sua brutalidade contra todo e qualquer que não se submeta à sua forma estrita de lei islâmica.

A outra facção, conhecida como Província da África Ocidental do Estado Islâmico, é mais conhecida por ataques contra o governo e militares.

Abubakar Shekau lançou outro vídeo algumas semanas atrás provando que ele ainda está vivo e dizendo que ninguém pode pará-lo porque ele está fazendo o trabalho de Allah. Ele usa esses vídeos como uma forma de envergonhar o governo nigeriano, instilar medo na população do estado de Borno e recrutar outros que sejam como ele.

Por favor, ore pelas famílias daqueles que foram mortos neste ataque e para que o governo da Nigéria seja capaz de acabar com esta insurgência.

Seguir o Amigo De Cristo no Google Notícias

Deixar cometário no Facebook: