Ataque contra vila cristã deixa seis cristãos mortos, na Nigéria

cristãos orando em uma igreja após os ataques à vilas cristãs na Nigéria
Grupo de cristãos orando em uma igreja após os ataques à vilas cristãs na Nigéria. Foto – Divulgação

Pelo menos seis cristãos foram mortos em ataque contra uma vila cristã no estado de Kaduna na Nigéria, no final do mês de novembro. Um pastor foi encontrado morto dentro de sua cabana.

Segundo informações de fontes locais, não menos que oito pessoas foram mortas em uma nova crise que eclodiu na área onde a víla cristã é localizada. A região é do governo local de Jema’a, no estado de Kaduna na Nigéria.

Quatro pessoas sofreram ferimentos; duas crianças também desapareceram e quatro casas foram destruídas durante a crise.

Publicidade

O comissário estadual de Segurança Interna e Assuntos Internos, Sr. Samuel Aruwan, disse que os problemas começaram quando um pastor, Isiyaka Saidu, foi morto por pessoas desconhecidas no sábado na aldeia Ungwan Pah, Jema’a LGA.

O comissário observou que o governo estadual recebeu o feedback operacional dos militares sob os auspícios da Operação Safe Haven, destacando os infelizes incidentes.

Ele disse: “O Governo do Estado de Kaduna recebeu uma denúncia de assassinato e contra-assassinato na área do governo local de Jema’a, no estado.

“O governo do estado condena esses ataques e a perda de vidas e instruiu os órgãos de segurança a investigarem e prenderem todas as pessoas envolvidas nas ações criminosas.

“O governador Nasir El-Rufai também instruiu os militares e a polícia a acelerar as investigações e garantir o processo diligente dos responsáveis ​​pelo assassinato.

“Os militares no sábado, 28 de novembro de 2020, relataram ao governo que um pastor, Isiyaka Saidu, do vilarejo Ungwan Pah de Jema’a LGA, foi morto por desconhecidos com facas profundas cortadas em sua cabeça.

“As forças de segurança informaram que no decorrer da operação de limpeza na área geral, encontraram o pastor, Abubakar Alhassan, em sua cabana na vila de Kussom e foi levado às pressas para o Centro Médico de Kowa, onde um médico confirmou sua morte .

“Os militares afirmaram ainda que três pessoas foram presas nas vilas cristãs de Ungwan Pah e Ungwan Bido da mesma área de governo local, como segue: Victor Markus, Gero David e Thankgod Sunday.

“As agências de segurança informaram que a vila de Ungwan Bido foi atacada hoje, domingo, 29 de novembro de 2020, onde alguns residentes locais foram mortos e quatro feridos. Duas crianças estão faltando.

“As seis pessoas mortas são Silas Maman, Malaki TabatGeofree Andrew, Anna Ahmadu, Sunday Tagwai e Fidelis Musa.”

Enquanto isso, o comissário acrescentou que o governo do estado ordenou a investigação imediata da crise, informando que o governador enviou condolências às famílias que perderam seus entes queridos.

“O governo estadual instruiu a Agência de Gerenciamento de Emergências do Estado de Kaduna a, com urgência, fornecer materiais de socorro aos cidadãos cujas casas foram queimadas, bem como aos feridos no ataque”, acrescentou o comunicado.

Estima-se que ao menos 237 cristãos foram assassinados por militantes Fulani desde o início de julho de 2020 em uma onda de ataques anticristãos no Cinturão Médio da Nigéria.

Seguir o Amigo De Cristo no Google Notícias

Deixar cometário no Facebook: