Sete cristãos são mortos em ataque Fulani, na Nigéria

Sete cristãos são mortos em ataque Fulani, na Nigéria
Sete cristãos são mortos em ataque Fulani, na Nigéria. Foto – Divulgação

Pelo menos sete cristãos foram mortos durante dois ataques em 28 e 29 de novembro, no Estado de Kaduna, no centro-norte da Nigéria. Segundo Samuel Auta, ao Mornngstar News, militantes Fulani atacaram e mataram as sete pessoas quando invadiram os vilarejos de Ungwar Bido e Ungwar-Pah.

Não apenas os sete cristãos foram mortos, mas acredita-se que duas crianças também foram sequestradas e quatro outras pessoas ficaram feridas. Ataques de militantes Fulani são frequentes na região do Estado de Kaduna.

Esses tipos de ataques foram violentos no estado de Kaduna ao longo de 2020. Militantes Fulani mataram centenas de pessoas e causaram deslocados em massa de muitos vilarejos. Eles também destruíram muitas igrejas em Kaduna e em todo o Cinturão Médio da Nigéria.

O governador do estado de Kaduna, Nasir el-Rufai, chegou a fazer declarações culpando as vítimas cristãs desses ataques pela violência no estado. Ele forçou bloqueios no estado na tentativa de acabar com a violência; no entanto, esses bloqueios levaram em várias ocasiões a novos ataques a populações que não podem se mover ou fugir.

Apesar desses ataques, el-Rufai continua a usar bloqueios e não consegue prender nenhum dos autores da violência.