China transforma igrejas em centros de propaganda do governo

“Não ousamos recusar esses materiais de propaganda por medo de que o governo proíba nossas reuniões”, disse um membro da igreja

Um igreja transformada em centro de propaganda do governo chinês comunista
Um igreja transformada em centro de propaganda do governo chinês comunista. Foto – Divulgação/Bitter Winter

China – Para impedir o crescimento do Cristianismo, o governo chinês apreendeu inúmeras igrejas para convertê-las em centros de propaganda para a promoção das ideologias do partido comunista.

De acordo com Bitter Winter, inúmeras igrejas e templos ancestrais foram convertidos em “Estações de Prática de Civilização para uma Nova Era”. Isso como uma iniciativa nacional para promover o Pensamento de Xi Jinping sobre o Socialismo com Características Chinesas e fortalecer o trabalho de propaganda ideológica do Partido.

Em outubro, o bureau de assuntos étnicos e religiosos em Putian, uma cidade de nível municipal na província de Fujian, no sudeste, gastou 500.000 RMB (cerca de US $ 75.000) para transformar o primeiro andar de uma Igreja dos Three-Self na cidade de Daitou do distrito de Xiuyu em uma “Estação de Prática de Civilização para uma Nova Era”.

Em 6 de novembro, mais de 100 funcionários do governo compareceram à inauguração do centro de propaganda, cheio de 168 pôsteres sobre Mao Zedong, Xi Jinping e outros líderes comunistas chineses do passado e do presente.

O pastor da igreja foi forçado a integrar histórias sobre Mao Tsé-tung em seu sermão daquele dia, o que entristeceu muito a congregação que agora deve se reunir no segundo andar do prédio.

“Não ousamos recusar esses materiais de propaganda por medo de que o governo proíba nossas reuniões”, disse um membro da igreja a Bitter Winter. “Somos impotentes para desafiá-los.”

Em abril passado, o governo do município de Qingshui, no distrito de Guangxin, na cidade de Shangrao, fechou uma igreja Three-Self do (Movimento Patriótico de Três Autos), que foi construída com o dinheiro doado pela congregação, por ser “sem licença e muito atraente”.

As autoridades destruíram símbolos religiosos dentro da igreja e colocaram um aviso de fechamento na entrada. A cruz fora da igreja foi pintada de branco para se misturar à parede.

No início de maio, os oficiais da aldeia converteram a igreja em uma “Estação de Prática da Civilização para uma Nova Era”, colocando dentro de uma mesa de pingue-pongue, tabuleiros de xadrez chinês e livros.

“O governo não ofereceu um centavo pelo aluguel”, reclamou um membro da igreja. “Se recusássemos, o prédio seria demolido. Devemos cumprir as ordens e nada podemos fazer a respeito”. Disse, o membro da igreja.

Seguir o Amigo De Cristo no Google Notícias

Deixar cometário no Facebook: