Igreja na Tailândia realiza batismo recorde apesar da pandemia

Muitos dos que foram batizados nunca tinham ouvido falar de Jesus

Igreja tailandesa registra batismo recorde de pessoas
Igreja tailandesa registra batismo recorde de pessoas. Foto – Divulgação

A Associação da Igreja Livre em Jesus Cristo (FJCCA), realizou o maior batismo da história de uma igreja cristã na Tailândia. Isso apesar da pandemia e graças ao movimento liderado pela Igreja tailandesa que se concentra no evangelismo em nível de aldeia.

Apesar do país do sudeste asiático ter sido o primeiro fora da China, a relatar um caso de coronavírus, a Igreja tailandesa “batizou mais 1.435 pessoas” durante a pandemia em um único dia em 6 de setembro.

Vinte ministros fizeram fila nas mesmas águas do reservatório que chegavam até a cintura em que alguns deles foram batizados, esperando que os novos crentes viessem um por um da costa para proclamar sua fé e serem submersos para o sacramento. O evento durou duas horas.

Em 2019 a associação realizou um batismo de 520 pessoas, que segundo os líderes da igreja nacional disseram ser o maior que já tinham visto em seu país de maioria budista. O batismo deste mês foi quase o triplo de seu tamanho.

menino tailandês sendo batizado
Um menino tailandês durante seu batismo. Foto – Divulgação

“É realmente um mistério para o mundo por que a Tailândia foi poupada durante a pandemia COVID”, disse Bob Craft, cujo ministério Reach a Village apóia a FJCCA. “Acreditamos que é a mão misericordiosa de Deus para permitir que o evangelho se espalhe neste momento crucial.”

Os participantes vieram de 200 aldeias em cinco províncias tailandesas para Chon Daen, o centro das atividades da FJCCA e lar do fundador Somsak Rinnasak. Muitos deles usando máscaras, e filas de novos crentes foram parabenizadas com uma saudação tradicional wai – um gesto sem toque (mãos em oração e reverência) que fazia parte da cultura tailandesa muito antes de o coronavírus tornar o contato físico um meio de transmissão.

A boa notícia do batismo em massa deste mês, foi comemorada por grupos de apoiadores com nas redes sociais com, “amém” e “obrigado Jesus” em tailandês na página da igreja no Facebook.

De acordo com os líderes da FJCCA, muitos dos que foram batizados nunca tinham ouvido falar de Jesus até este ano. Mais de 75.000 aldeias no país não têm presença cristã, relata a liderança da Igreja na Tailândia.

Embora a Tailândia tenha reduzido a disseminação de Covid-19 quase inteiramente para aqueles que estão em quarentena com pessoas que retornam do exterior, o país ainda sofreu financeiramente devido a paralisações de coronavírus.

A pandemia na Tailândia, causou paralisação total no turismo assim como na maioria dos países. Esta crise econômica é um fator que estimula os protestos atuais que desafiam a monarquia e clamam por uma reforma do governo.

Apesar dos fatores estressantes da pandemia, os líderes de Rinnasak e da FJCCA dizem que continuaram a ver seus vizinhos tailandeses – menos de 1% dos quais são cristãos – se interessando por suas histórias de salvação e transformação em Cristo. O movimento, que começou em 2016, hoje conta com 700 igrejas caseiras.

Cristãos tailandeses orando contra pandemia
Cristãos tailandeses orando contra pandemia. Foto – Divulgação

Enquanto sofrem com a pandemia, eles continuam trabalhar e orar contra uma propagação ainda maior. Pastores em outros países têm compartilhado como esta temporada ofereceu oportunidades únicas para o ministério e evangelismo.

O pastor Greg Laurie, na Califórnia, considerou isso um “despertar espiritual” à medida que mais pessoas assistem a serviços e avivamentos por transmissão ao vivo. Isaac Shaw em Nova Delhi observou como as igrejas indianas crescem mais unidas entre as denominações e mais focadas no exterior, uma vez que o COVID-19 os forçou a interromper os cultos de domingo.