Em dois dias de evangelismo 3.000 pessoas aceitam Jesus, na Uganda

Em dois dias de evangelismo 3.000 pessoas se entregam a Jesus, na Uganda
Crianças são evangelizadas nas ruas de Jinja, em Uganda. (Foto: Reprodução / UGCN)

Em uma ação de evangelismo, apesar das condições prevalecentes causadas pela pandemia do coronavírus, cerca de 3.000 pessoas se entregam a Jesus no distrito de Jinja, localizado na região leste de Uganda.

O grupo da Igreja Streams of Life era conhecido por rádio evangelista Gerald Mwebe é o pastor líder, navegou por vários vilarejos remotos na região desde 31 de agosto de 2020, pregando o evangelho de Jesus Cristo de porta em porta.

A missão levou à salvação de 2.903 almas, “incluindo vários milagres”, disse a igreja. “Damos a Deus toda a glória por esta grande colheita.” Na segunda-feira (31 de agosto de 2020) foram ganhas 826 almas e ontem (1 de setembro de 2020) 2077 almas vieram a Cristo.

Em seu sermão recente com o objetivo de encorajar os cristãos a participarem da grande comissão, o pastor Gerald Mwebe explicou que em “qualquer área que Deus o colocou, pregue”.

“O inimigo enganou tanto nossos jovens que, a essa altura, eles acreditam que a maldade é legal. Muitos agora acham que usar drogas e beber é elegante e dormir com alguém está na moda, ignorando todos os perigos. É porque o inimigo plantou mentiras em suas mentes inocentes em uma idade jovem apenas para destruí-los”, disse ele.

“Amigos, em qualquer área que Deus os colocou, preguem. Se você é pai ou mãe, ou se Deus lhe deu a oportunidade de ter filhos e adolescentes sob seus cuidados, mostre a eles Cristo. Não presuma que eles sabem, ensine-os, seja intencional”. Observou.

A maioria de nossos jovens se afasta porque está procurando uma oportunidade de ser amado e aceito. Você pode pregar para eles amando-os e encorajando-os em sua jornada de vida, acrescentou.