Jogador cristão recusa se ajoelhar por ato Black Lives Matter

Israel Folau e companheiros de equipe se recusam a se ajoelhar pelo ato do Black Lives Matter, só se ajoelhará por Deus.

Jogador recusa se ajoelhar por Black Lives Matter, só se ajoelhará por Deus
Israel Folau e companheiros de equipe se recusam a se ajoelhar pelo ato do Black Lives Matter

O Jogador cristão Israel Folau, se recusou a ajoelhar em ato pelo movimento Black Lives Matter antes de uma partida entre seu time, o Catalan Dragons, e o Castleford Tigers, no último sábado, 8 de agosto no Emerald Headingley Stadium, em Leeds na Inglaterra.

Esta é a segunda semana consecutiva que ele faz isso, e desta vez ele foi acompanhado por dois de seus companheiros de equipe, Benjamin Jullien e Sam Moa, na partida no Emerald Headingley Stadium.

O técnico Steve McNamara, disse após o jogo de domingo passado que os jogadores eram livres para fazer uma escolha pessoal sobre o assunto e, como um cristão devoto, acredita-se que Folau, pela sua fé se ajoelhará apenas a Deus.

“Ele só se ajoelhará por um ser – seu Deus”, disse uma fonte catalã na semana passada, na primeira vez que o atleta cristão, se recusou a ajoelhar pelo ato pró-Black Lives Matter.

“Ele obviamente apoia a justiça para os negros, sendo ele próprio de origem insular, mas ajoelhar-se em protesto vai contra as suas crenças. Acrescentou, à fonte.

Apesar da controvérsia, Folau foi o assunto do momento ao levar os Catalans Dragons à vitória por 40-14 na Betfred Super League.

No ano passado, ele ganhou as manchetes internacionais quando foi demitido de seu contrato com a Rugby Austrália por citar um versículo bíblico que dizia “o inferno espera” bêbados, homossexuais, adúlteros e outras categorias de pecadores.

Ele assinou um contrato de um ano com os Dragões Catalães, que será rescindido se ele fizer comentários semelhantes relacionados à sua religião. O clube também foi avisado que receberá uma multa substancial das autoridades da liga por tais comentários.