Cristãos preferem à TV do que a Bíblia para aliviar o estresse da Covid-19, revela pesquisa

Para lidar com a pandemia, maioria dos cristãos preferem recorrer à TV do que ler a Bíblia.

Cristãos preferem à TV do que a Bíblia para aliviar o estresse da Covid-19, revela pesquisa
Para lidar com a pandemia, maioria dos cristãos preferem se entreter na TV do que ler a Bíblia. (Foto: Getty Images)

Uma nova pesquisa revela que a maioria das pessoas, inclusive os “cristãos” preferem à TV para aliviar o estresse da pandemia do Covid-19, do que a Bíblia. O estudo foi levantado pela organização americana, Pew Research.

A organização de pesquisas com sede nos Estados Unidos, Pew Research, perguntou a 10.211 adultos o que eles estavam fazendo para se distrair da incerteza e do medo em torno da Covid-19, com cerca de 90% admitindo que assistir TV, os estava ajudando a enfrentar a situação; 73% disseram que o faziam diariamente.

Em comparação, menos de um terço (29%) disse que estava se voltando para a palavra de Deus em busca de esperança neste momento perturbador. Mesmo entre aqueles que se identificaram como cristãos, menos da metade (42%) disse que estava lendo ativamente a Bíblia para ajudá-los a lidar com o estresse da pandemia.

“As atividades de enfrentamento menos comuns incluem a leitura das escrituras, meditação e ioga”, diz o relatório. “Três em cada dez adultos americanos dizem que leem as escrituras pelo menos uma vez por semana e um quarto medita a cada semana para lidar com a pandemia.

Outras opções e atividades

Um número menor está praticando ioga em meio à pandemia, com 8% dizendo que fazem isso pelo menos uma vez por semana e cerca de oito em dez (79%) dizendo que nunca fazem ioga para ajudar a lidar com o surto. ”

Outras atividades populares que as pessoas realizaram durante a crise do coronavírus incluem estar ao ar livre (84%), falar com amigos e familiares por telefone ou videochamada (70%) e fazer exercícios (64%).

Mais da metade dos entrevistados disseram que oraram pelo menos uma vez por semana durante a pandemia – e 74% dos cristãos entrevistados disseram o mesmo. No entanto, em comparação com outras atividades, os cristãos também eram mais propensos a assistir TV ou filmes (90%) ou passar tempo fora (85%). Revela, a pesquisa.