Cristão é preso por evangelismo de rua na China

Antes de ser preso, Chen pediu aos policiais que acreditassem em Jesus.

Cristão é preso por evangelismo de rua na China
O cristão chinês Chen Wensheng, ficou 10 dias preso por evangelismo nas ruas.  ( Foto: China Aid )

Em 3 de agosto, um cristão da província chinesa de Hunan foi preso pelas autoridades a 10 dias de detenção administrativa por “evangelismo ilegal“. Chen também pediu aos policiais que acreditassem em Jesus.

O cristão chinês, Chen Wensheng, faz parte da Igreja Xiaoqun em Hengyang, costuma pregar o Evangelho nas ruas de Hunan. Ele carrega uma cruz de madeira onde estava escrito “Glória ao nosso Salvador” e “Arrependei-te e seja salvo pela fé”.

De acordo com a China Aid, por causa de suas atividades, ele é frequentemente levado para para delegacia. Até mesmo os policiais estão familiarizados com Chen. Ele repetidamente exortou os policiais a acreditarem em Jesus.

Em sua última detenção, sua cruz foi confiscada na delegacia. Sua igreja lhe enviava mercadorias diárias e arranjou alguém para visitar sua família.

Em vídeos compartilhados pela China Aid, incluem imagens do estande de evangelismo de rua de Chen, e dele compartilhando sua fé com os policiais quando ele estava deixando a estação da detenção anterior.

Segundo o vídeo, a polícia ainda lhe perguntou se crer em Jesus pode ou não trazer dinheiro, ele simplesmente respondeu que crer em Jesus não é por dinheiro, mas para ganhar a vida eterna.

Com a repressão às igrejas domésticas na China, o evangelismo de rua se tornou cada vez mais difícil. As pessoas enfrentam assédio ou detenção; alguns teriam suas igrejas destruídas pelas autoridades.

Saiba mais sobre a perseguição aos cristãos na China.