Mulher escapa de queda de poste em tempestade após orar, em Curitiba

A enfermeira viveu verdadeiro livramento, câmeras filmaram o momento em que mulher quase foi atingida por um poste em Curitiba.

Siga o Amigo de Cristo no - Google Notícias
Mulher sai ilesa de queda de poste em tempestade após orar, em Curitiba
Câmera filma momento em que mulher quase foi atingida por um poste em Curitiba. (Foto: Reprodução/RIC Record Tv)

Uma mulher viveu verdadeiro livramento nesta terça-feira (30), ao escapar da queda de um poste causado pela tempestade que atingiu a região central de Curitiba, e todos os bairros da cidade.

Durante o horário do almoço a enfermeira Teresa Monteiro, costuma ir para uma praça na Região Metropolitana de Curitiba para ter um momento de oração. Câmeras de segurança instaladas no bairro Ouro Verde, em Campo Largo, filmaram o momento que ela quase foi atingida pela queda do poste.

Teresa é técnica de enfermagem do Hospital do Rocio, que fica no bairro Ouro Verde, em Campo Largo. No município, o hospital é considerado referência para atendimento de casos confirmados da Covid-19.

Ela estava no horário do almoço e foi à praça para orar, mas decidiu retornar, por volta das 13h, depois que uma tempestade com ventos fortes começou a atingir o local.

Proteção de Deus

Todos os dias eu faço isso, porque eu gosto de meditar, conversar com Deus. Ontem eu também fiz isso e eu notei que havia um vento muito forte e eu precisava de uma proteção maior de Deus. Daí eu sempre costumo orar o Salmo 91.

Eu sentei ali no local e comecei a orar aí eu percebi que o vento realmente tava forte aí eu levantei e fiquei encostada na árvore e terminei de orar o Salmo”, disse mulher à reportagem do Balanço Geral Curitiba.

“Uma mão mais forte desviou o poste de mim”

Logo após Teresa deixar a praça, uma árvore foi derrubada pelos fortes ventos. Ao ouvir o barulho, a técnica de enfermagem olhou para trás e neste instante, um poste localizado na calçada foi puxado pela fiação e por pouco não a atingiu.

Teresa reconhece que saiu ilesa por uma ação de Deus. “Uma mão mais forte desviou o poste de mim. Não dá para explicar”, disse. “Foi a mão de Deus que me fez tropeçar na hora. Foi um milagre mesmo”.

Assis à reportagem: