Incêndio em Catedral histórica na França, pode ser ato criminoso

O principal vitral da fachada da histórica Catedral de Nantes, na França, explodiu em um incêndio feroz, suspeito de ter sido criminoso

Siga o Amigo de Cristo no - Google Notícias
Incêndio em Catedral histórica na França, pode ser criminoso
O principal vitral da fachada da histórica Catedral de Nantes, na França, explodiu em um incêndio feroz, suspeito de ter sido criminoso

Um incêndio que atingiu a histórica Catedral de São Paulo em Nantes, na França, em de 18 de julho está sendo tratado como um “ato criminoso”, segundo investigadores franceses.

O promotor Pierre Sennes, disse que o incêndio começou em três locais diferentes dentro da estrutura gótica do século XV. Segundo as investigações, um foco do incêndio começou por atrás do órgão do século XVII, que foi destruído.

Mais de 100 bombeiros enfrentaram o incêndio na Catedral de São Pedro e São Paulo, no centro da cidade de Nantes, no oeste da França. O fogo também soprou o vitral na fachada principal, mas a maior parte da estrutura da catedral, incluindo o telhado, foi poupada.

“Não estamos no cenário de Notre Dame de Paris”, disse o chefe de bombeiros local Laurent Ferlay, referindo-se ao incêndio que envolveu a catedral medieval no coração de Paris em abril de 2019, destruindo seu telhado de carvalho abobadado do século XIII e seu pináculo icônico.

As investigações sobre a causa do incêndio de Notre-Dame permanecem inconclusivas, embora as autoridades tenham dito que não tinham motivos para acreditar que isso fosse resultado de uma ação criminal.

Em março de 2019, uma igreja em Angoulême, na França, foi severamente danificada por vândalos que sabotaram seu sistema de som e jogaram tinta nas paredes, cadeiras e Bíblias.

O Conselho Nacional de Evangélicos da França informou na época que houve um aumento de 25% de vandalismo contra igrejas em 2019, em comparação com o mesmo período de 2018.