Família cristã é espancada ao impedir rapto da filha, no Paquistão

Família cristã é espancada ao impedir rapto da filha no Paquistão
A família foi espancada ao impedirem que filha de 13 anos fosse raptada por um muçulmano

Em 12 de julho, um grupo de muçulmanos armados espancaram Aslam Masih e sua família em Sadigabad, um bairro de maioria cristã no sul de Punjab, no Paquistão. Segundo relatos, a família foi espancada ao impedirem que filha de 13 anos fosse raptada.

Noreen Bibi, esposa de Masih, afirmou que o líder do grupo, o muçulmano identificado como Irfan, frequentemente assediava sua filha de 13 anos, Noor, e queria ter relações físicas com ela.

“Ele muitas vezes brincava e perturbava minha filha nas ruas, mas sempre ignoramos. Bibi disse à International Christian Concern (ICC). “Finalmente, Irfan entrou à força na minha casa e pretendia sequestrar minha filha. No entanto, resistimos. Em resposta, ele atacou e espancou toda a minha família, que sofreu vários ferimentos.”

“Meu marido e outros ficaram feridos no ataque”, continuou Bibi. “ No entanto, a polícia não registrou o caso contra Irfan e a equipe médica não forneceu assistência aos feridos.” Disse a mãe da menina.

Os apoiadores locais de Irfan lançaram ameaças contra Masih e sua família. Segundo Bibi, eles ameaçaram incendiar sua casa se perseguirem uma ação legal contra Irfan e os outros atacantes.