Cristã é encontrada morta pela família em zona rural, na Índia

Siga o Amigo de Cristo no - Google Notícias
Cristã é encontrada morta pela família em zona rural, na Índia
A mulher cristã foi encontrada morta no vilarejo rural de Redhadi, norte da Índia

De acordo com relatos locais, uma mulher cristã de 25 anos foi encontrada morta no estado de Jharkhand, na Índia. O assassinato ocorreu no meio da noite em 19 de julho de 2020, em uma zona rural, localizada no distrito de Khunti.

A família da vítima, Suman Mundane, informou que não conseguiu encontrar Suman quando a visitaram. A família revistou e descobriu o corpo de Suman em um lugar deserto perto da casa.

Relatórios locais afirmam que quatro indivíduos foram presos em conexão com o assassinato e estão sendo interrogados pela polícia local.

Segundo um pastor local, que desejava permanecer anônimo, Suman se tornou cristão seis anos atrás. Após sua conversão, o pastor relatou que a cristã enfrentou sérias ameaças de grupos nacionalistas hindus radicais.

“Suspeito que esse seja o trabalho dos fanáticos religiosos hindus”, disse o pastor local à Internatioanl Christian Concern (ICC). “Antes deste incidente, os cristãos enfrentavam uma série de ameaças. Eles nos dizem para retratar nossa fé e voltar ao hinduísmo. Isso é muito assustador e os membros da minha igreja estão destruídos.”

No mês passado, em 7 de junho, o cristão Kande Mudu foi morto por fanáticos religiosos na vila de Bari, também localizada no distrito de Khunti. A vila de Bari fica a pouco mais de seis quilômetros da vila de Redhadi.

Nos últimos dois meses, o TPI documentou pelo menos quatro assassinatos de cristãos motivados por religião na Índia. As autoridades devem fazer mais para impedir que novos assassinatos aconteçam.

O relatório semestral da Comissão de Liberdade Religiosa da Irmandade Evangélica da Índia (EFIRL) registrou 135 ataques de ódio e violência contra cristãos nos primeiros seis meses de 2020.

Segundo a entidade evangélica, “linchamentos, ameaças, ostracização da comunidade e esforços conjuntos para interromper cultos em igrejas e o compartilhamento do Evangelho” são as principais incidentes contra os cristãos na Índia.