China força cristãos a renunciar à fé, ou perder ajuda do governo

Governo comunista da China está forçando cidadãos cristãos mais pobres abandonar à fé ou correr o risco de perder ajuda social do governo.

China ameaça cristãos a renunciar a fé, ou perder ajuda do governo
China forçando cidadãos cristãos mais pobres a trocar fé por verificações de bem-estar

Cidadãos cristãos na China que recebem pagamentos de assistência social foram orientados a renunciar sua fé em Cristo ou correr o risco de perder sua ajuda do governo, segundo um novo relatório.

A política afeta cidadãos religiosos de baixa renda que recebem assistência do governo, de acordo com o Bitter Winter, uma organização cristã que monitora relatos de perseguição na China.

Em abril, oficiais de várias aldeias da província de Shanxi foram convocados pelo governo em uma reunião “para remover os símbolos religiosos e imagens dos lares de pessoas de fé que recebem pagamentos de assistência social” e substituí-los por retratos de ex- Líder chinês Mao Zedong (1893-1976) e atual presidente Xi Jinping.

Várias cidades em todo o país implementaram a política. Um cristão em uma das aldeias disse ao Bitter Winter que as autoridades derrubaram imagens cristãs em sua casa e penduraram uma foto de Zedong.

“As famílias religiosas empobrecidas não podem receber dinheiro do Estado por nada – elas devem obedecer ao Partido Comunista pelo dinheiro que recebem”, disse o cristão ao Bitter Winter.

Um pastor de uma igreja doméstica disse que as autoridades da vila visitaram sua casa em maio e substituíram uma cruz por uma foto de Zedong.

“Todas as famílias pobres da cidade foram instruídas a exibir imagens de Mao Zedong”, disse o pastor. “O governo está tentando eliminar nossa crença e quer se tornar Deus em vez de Jesus.”

Na província de Jiangxi, funcionários do governo retiraram um subsídio mensal de invalidez e um subsídio de subsistência de um homem com deficiência e cristão.

“As autoridades me disseram que seríamos tratados como elementos antipartidários se meu marido e eu continuássemos participando dos cultos”, disse a esposa do homem a Bitter Winter.

Às vezes, há pouco aviso.

Uma idosa cristã viúva na casa dos 80 anos perdeu a assistência do governo depois de dizer “graças a Deus” ao receber seu subsídio em janeiro. Ela mora na província de Jiangxi.

“Eles esperavam que eu elogiasse a bondade do Partido Comunista”, disse ela.

Oficiais do governo na cidade de Shangqiu, na província de Henan, cancelaram a assistência do governo a uma mulher idosa de 70 anos depois que descobriram uma imagem com uma cruz na porta.

“Eles destruíram tudo imediatamente”, disse o cristão idoso ao Bitter Winter. “Depois, tanto o meu subsídio mínimo de vida quanto o subsídio de alívio da pobreza foram cancelados. Estou sendo levado a um beco sem saída. Eu tenho diabetes e preciso de injeções regularmente.”

“Esse pouco dinheiro que recebeu do governo era seu pão e manteiga. Mas foi cancelada por causa de uma imagem de cruz, causando grandes danos a essa mulher.” Disse um vizinho do homem.