Mundo Cristão Cristã ex-escrava sexual do ISIS agradece a Deus por estar livre

Cristã ex-escrava sexual do ISIS agradece a Deus por estar livre

Leila Taalo é uma cristã Yazidi que foi sequestrada e vendida como escrava sexual para o Estado Islâmico

Leila Taalo e uma cristã que foi escrava sexual do ISIS
Leila Taalo e uma cristã que foi escrava sexual do ISIS (Foto: Reprodução / CBN News)

Seis anos atrás, Leila Taalo, uma cristã que foi sequestrada junto com sua família e vendida como escrava sexual do ISIS . Eles são Yazidi, um povo antigo que foi brutalmente oprimido pelo ISIS quando o grupo terrorista invadiu sua área no norte do Iraque em 2014.

Após a captura de sua casa em Sinjar, sua família foi convertida à força ao Islã. Isso permitiu que sua família vivesse como cidadãos de segunda classe por um tempo, trabalhando para o Estado Islâmico principalmente como pastores, juntamente com outros Yazidis que foram transferidos para lá.

“Este é o quarto onde eu e meu marido estávamos morando”, explicou Taalo.

Mas depois que alguns Yazidis escaparam, os militantes reuniram todos os homens e os levaram embora, para nunca mais serem vistos. Muitos foram mortos e jogados em um poço, onde seus ossos ainda podem ser vistos embranquecendo ao sol.

“Sabíamos que eles iriam nos tirar desta casa. Estávamos preocupados com os telefones celulares, que eles descobririam que tínhamos telefones celulares ”, disse Taalo. “Então, a esposa do meu irmão e eu pegamos os dois telefones celulares e os enterramos aqui. Nós os escondemos no chão.

Sem o marido para protegê-la, Taalo e seus dois filhos foram vendidos como escravos. Ela e outras mulheres Yazidi eram comercializadas como gado e estupradas repetidamente por todos os novos donos.

Por duas vezes ela engravidou, mas o homem saudita responsável a forçou a abortar os bebês, mesmo que isso fosse proibido pelo ISIS.

A cidade de Sinjar foi libertada pelas forças curdas de Peshmerga no final de 2015. Dias depois, Chuck Holton, colaborador da CBN News, visitou a cidade vazia.

“Sabe, se você já ouviu falar da cidade de Stalingrado na Segunda Guerra Mundial, é assim que eu imagino”, disse Holton.

“Tudo acabou em colapso, destruído. É apenas uma cidade destruída e destruída. Isso só mostra que o ISIS só vem para matar, roubar e destruir. Assim como alguém que conhecemos.

A Dra. Anne Speckhard, diretora do Estudo Internacional para o Extremismo Violento, entrevistou dezenas de mulheres Yazidi que escaparam e suas famílias.

“Uma família Yazidi com quem falei foi passo a passo comprando as filhas do ISIS. E isso diz que há algo de corrupto e horrível acontecendo que o ISIS ainda é capaz de operar. O ISIS tratou essas mulheres como sub-humanas, sujeitou-as a estupro e as tratou como escravas sexuais”, explicou Speckhard.

Finalmente, depois de ter sido abusada por pelo menos sete homens diferentes, a família de Taalo conseguiu garantir sua libertação pagando um resgate de mais de US$ 19.000.

Recentemente, ela levou jornalistas de volta para ver onde sua provação aconteceu. “Todas essas casas estavam cheias de famílias Yazidi. Eles moravam aqui – ela disse.

Cativeiro do Estado Islâmico no Iraque
Cativeiro do Estado Islâmico no Iraque

Gostaria de estar de volta no passado, mesmo que estivesse nas mãos do Estado Islâmico, mas pelo menos estava morando com minha família aqui, meus irmãos e meu marido estavam vivos.

Não importa quanto tempo (o cativeiro), cinco anos ou mais, desde que estejamos juntos e não separados ”, explicou Taalo. “Independentemente do sofrimento e não importa o que aconteça, mas não para perdê-los.”

O abuso sistemático de mulheres continua em muitos lugares, mas somente sob o ISIS foi dada justificativa teológica, e muitas mulheres ainda não foram libertadas. Segundo as autoridades curdas, pelo menos 2.900 Yazidis ainda não foram devolvidos às suas famílias, incluindo mais de 1300 mulheres e meninas.

“Quando eu estava aqui, nunca pensei que um dia estaria livre. Agora estou aqui e estou livre, graças a Deus. Mas nunca esquecerei o sofrimento que eles nos causaram ”, disse Taalo.

Mas para Leila e aqueles que ainda esperam, o fechamento não chegará até que toda garota Yazidi chegue em casa.

Últimas notícias

Guerras e perseguições: “A fé de uma cristã na Síria”

As guerras e perseguições cercam a vida de milhares de cristãos na Síria, assim como a de Sozan, uma cristã de 22 anos. A...

A perseguição força os cristãos do Laos a praticar a fé em segredo

Os cristãos no Laos continuam a enfrentar várias formas de perseguição e discriminação, o que força muitos deles a praticar sua fé emsegredo na...

Cuba liberta Jornalista preso por reportagem sobre julgamento de pastor

Um jornalista e advogado cubano foi libertado da prisão em Guantánamo, Cuba, depois de ficar quase um ano preso por seu trabalho de reportagem...

Bieber lança música cristã ‘Holy’ sobre fé e acreditar em Deus

O astro pop Justin Bieber lançou uma nova música cristã inspirada no evangelho intitulada 'Holy', que se baseia em temas de fé e esperança....
© Copyright Amigo De Cristo. Todos os direitos reservados.