Mais de 40 pastores já morreram vítimas da Covid-19, na Nicarágua

Mais de 40 pastores já morreram vítimas da Covid-19, na Nicarágua
O pastor Ovidio Valladares foi um dos que morreram no contexto da pandemia de Covid-19. A IMPRENSA / Jader Flores

Pelo menos 40 pastores e evangelistas morreram entre 12 de abril e 15 de junho, vítimas da Covid-19, segundo um registro detalhado da Aliança Evangélica da Nicarágua, que reconhece que estão passando por momentos muito delicados.

Mauricio Fonseca, presidente da Aliança Evangélica da Nicarágua, explicou à LA PRENSA que “temos uma lista preliminar e não podemos garantir que eles morreram de Covid-19, mas o fazemos nesta época da pandemia”.

“Também há pastores que estão se recuperando em casa, como é o caso de Matagalpa e Manágua”, disse Fonseca, que observou que uma grande maioria dos aproximadamente 16.200 templos que eles representam estão fechados. “Mas quadruplicamos as igrejas de nossas casas”, explicou.

Nas últimas semanas, as principais igrejas do país transferiram seus serviços para as redes sociais e ainda não há uma data precisa de reabertura, no momento em que o coronavírus entrou em sua fase de maior expansão na Nicarágua.

Fonseca esclareceu que, como uma organização representativa eles não podem impor o fechamento de igrejas que ainda podem permanecer abertas, “mas fazem sugestões”, e isso que estamos fazendo de acordo com as diretrizes científicas da OPAS, OMS e o Ministério.

“São as denominações que, em alguns casos, guiam, de acordo com o tipo de governo organizacional e o cumprimento das diretrizes dependerá de cada pastor”, afirmou.

Sugestões médicas

Ele também mencionou que sugestões médicas fornecidas por especialistas naturopatas não convencionais estão sendo baixadas para as igrejas membros.

“Também tipos de chá, e para fazer inalações com eucalipto e cipreste três vezes ao dia, também chá de folhas de goiaba adoçado com mel três vezes ao dia, também dente-de-leão com camomila três vezes ao dia. O mais recente é gargarejar água salgada três vezes ao dia, independentemente de você estar ou não infectado pelo vírus ”, afirmou.

Os nomes dos pastores que morreram desde abril e até hoje foram enviados às Alianças Evangélicas da América Latina na Argentina, composta por 22 países. A carta diz que a Aliança, juntamente com as igrejas parceiras, criou uma plataforma de oração 24-7 para pedir força às famílias pastorais, além de canalizar a ajuda humanitária para as famílias afetadas.

Os números na Nicarágua

Na Nicarágua, até agora o Ministério da Saúde registra 1.661 casos, dos quais 64 perderam a vida e outros 1.238 se recuperaram. No entanto, dados independentes do Observatório do Cidadão indicam que na Nicarágua, na realidade, 4.971 casos suspeitos de Covid-19 foram relatados até 10 de junho em todos os departamentos e regiões autônomas.