Igreja é incendiada em onda de violência contra cristãos na Índia

Os cristãos e outras minorias religiosas são o principal alvo de uma crescente cultura de difusão

Igreja é incendiada em onda de violência contra cristãos na Índia
A Igreja da Verdadeira Paz, foi incendiada no estado de Tamil Nadu, na Índia (Foto: Reprodução)

Uma igreja foi incendiada no distrito de Chengalpattu em meio a onda de violência contra cristãos em toda a Índia. O incêndio foi iniciado por um grupo de pessoas não identificadas no dia 13 de junho, com a igreja sofrendo graves danos.

A ‘Igreja da Verdadeira Paz’ é liderada pelo pastor Ramesh Jebraj, que é certificado como cego. Jebraj passou 10 anos construindo o edifício, que foi concluído em 2010. A igreja contava com cerca de 30 famílias e uma participação regular de cerca de 70 pessoas.

Jebraj explicou ao Persecution Relief como a cerca que cercava a igreja havia sido queimada há alguns anos, mas que ele não havia feito uma queixa policial na época. Após o ataque mais recente, ele entrou com um Primeiro Relatório de Informação (FIR), necessário para a polícia começar a investigar.

Em um incidente separado em 19 de junho, duas mulheres cristãs da vila de Charabari, Bengala Ocidental, foram levadas de suas casas por uma multidão antes de serem abusadas verbalmente e pressionadas a renunciar à sua religião. Esses tipos de ataques, muitas vezes perpetrados por nacionalistas hindus radicais.

Esses ataques contra os cristãos estão se tornando cada vez mais comuns em vastas áreas da Índia. Os grupos, que veem o cristianismo como uma religião estrangeira, tornaram-se notavelmente mais ativos desde a eleição do primeiro-ministro hindu Narendra Modi em 2014.

Shibu Thomas, fundador da Persecution Relief, disse: “A excomunhão de minorias religiosas se tornou uma prática padrão nas aldeias. A alternativa é que um cristão seja forçado a abraçar outra crença por medo de si mesmo.

“Intolerância religiosa e mentiras foram usadas por grupos militantes para instigar os aldeões uns contra os outros, resultando em inimizade e terror”. Disse, Shibu.

“As minorias religiosas na Índia estão cada vez mais mais vulneráveis. Com ataques muitos persistentes a suas propriedades, interesses e fé. Os cristãos e outras minorias religiosas são o principal alvo de uma crescente cultura de difusão”. Declarou, Mervyn Thomas que é chefe  da Christian Solidarity Worldwide.

Pedimos as autoridades estaduais de Tamil Nadu e Bengala Ocidental, assim como o governo central, a tomar medidas firmes para responsabilizar os autores desses crimes e proteger o bem-estar e os interesses das minorias religiosas.