Evangélicos se unem em oração por pacientes de hospital no Acre

Cristãos oram na porta do Hospital de Urgência e Emergência em Rio Branco

Evangélicos se unem em oração por pacientes de hospital no Acre
Cristãos oram na porta do Hospital de Urgência e Emergência em Rio Branco. (Foto: Igreja Batista do Bosque)

Um grupo de evangélicos se uniram em corrente de oração na noite deste sábado (13), por  por pacientes em frente ao Hospital de Urgência e Emergência (Huerb), em Rio Branco, no Acre.

O grupo de evangélicos são membros da Igreja Batista do Bosque (IBB) de Rio Branco, que fizeram um circulo de oração em torno do hospital. Mas mantendo entre eles distanciamento recomendado pelo Ministério da Saúde.

Com o auxílio de um carro de som, os evangélicos fizeram uma oração pelos pacientes e profissionais de saúde que atuam na linha de combate a Covid-19. Muitos acompanhavam o momento de intercessão de joelhos na calçada.

“Hoje abraçamos o Pronto Socorro de Rio Branco, oramos, profetizamos e declaramos a cura sobre todas as vidas que estão em leitos e profissionais de saúde”, escreveu a Igreja Batista do Bosque no Facebook.

Segundo o Notícias da Hora, o carro de som também foi usado para transmitir o louvor e palavras de fé. Alguns pacientes e funcionários do hospital ficaram nas janelas do prédio, com as mãos estendidas, em sinal de receberem as orações.

A ação foi feita pela Igreja Batista do Bosque mais de um mês depois te der um culto drive-in cancelado pela Prefeitura de Rio Branco, que seria realizado em seu estacionamento.

Na época da divulgação do culto drive-in, o pastor Agostinho Gonçalves havia dado algumas orientações aos fiéis para evitar a propagação do coronavírus. Os participantes não deveriam dar caronas, levar apenas a família no carro, usar máscara e permanecer somente dentro do veículo.

Ainda assim, o encontro foi suspenso pela prefeitura. “Culto drive-in cancelado pelo Comitê Municipal por estar obedecendo à determinação do decreto governamental de não haver eventos em templos religiosos”, disse a igreja na ocasião, em comunicado nas redes sociais.