Prefeitura proíbe culto drive-in de Igreja Batista no Acre

Prefeitura proíbe culto drive-in da Igreja Batista no Acre
Igreja Batista do Bosque em Rio Branco no Acre (Foto: Divulgação)

Em cumprimento de um decreto do governo do Acre, a prefeitura de Rio Branco, proibiu um culto “drive-in”, da Igreja Batista do Bosque, que seria realizado no último domingo dia (3), na capital do estado.

Segundo os organizadores, o formato de culto “drive-in”, os fiéis a teriam a oportunidade de ir à igreja, mas ficassem dentro de seus veículos, respeitando as regras de distanciamento determinadas pelo decreto governamental.

Esse novo formato de culto, têm sido realizado por igrejas de outros países e recentemente várias igrejas no Brasil, também aderiram ao novo jeito de cultuar. Na verdade, esses cultos são realizados na maioria das vezes, locais que contam com um grande estacionamento.

No entanto, mesmo tendo divulgado o culto dias antes e informando que todas as medidas de segurança seriam respeitadas, para evitar a propagação do coronavírus, a igreja ainda a igreja teve o culto cancelado pela prefeitura.

A decisão da prefeitura, foi criticada nas redes sociais pelo ex-secretário de Infraestrutura e Urbanismos do Estado, Thiago Caetano. O engenheiro civil questionou o motivo da proibição do culto que seria inédito na cidade: “perseguição às igrejas?”, perguntou.

Caetano se irritou pelo fato de “realizar um culto a Deus, sem nenhum tipo de contato, cada um dentro dos seus carros, isso não pode”, comentou.

O decreto emitido pelo governador Gladson Cameli, do Acre, é exigido uso de máscaras em locais públicos e proíbe mais de cinco pessoas em espaços considerados públicos. Mas, não se limita somente a isso, há outras restrições.

Ainda insatisfeito, o engenheiro pergunto: “É prudente perseguir as igrejas? É prudente impedir as pessoas de buscar a presença de Deus?!”, indagou o engenheiro.