Pastores enfrentam a fome durante a quarentena na Índia

Quarentena do coronavírus na Índia expõe milhões à fome e falta de moradia

Pastores enfrentam a fome durante a quarentena na Índia
Quarentena na Índia expõe milhões à fome (Foto: Divulgação/ICC)

Os pastores plantadores de igrejas na Índia, além da pandemia do (COVID-19) enfrentam a fome junto as dificuldades da quarentena nacional no país. Nesse cenário, o pastor Kishan e sua família enfrentam novos e severos desafios.

“Minhas comidas terminarão em três ou quatro dias”, disse o Pastor Kishan, à International Christian Concern (ICC). Atualmente, o pastor Kishan, sua esposa e sua filha de 11 meses vivem em uma casa alugada em uma área rural. aldeia localizada no distrito de Shahajanpur de Uttar Pradesh.

Desde que o bloqueio começou em 25 de março, o pastor Kishan não conseguiu reunir suas congregações para adoração, o que significa que ele não conseguiu obter apoio para sua família ou seu ministério.

“Cerca de uma semana atrás, um membro da igreja me deu cinco quilos de farinha de trigo e algumas lentilhas” , disse o pastor Kishan à ICC. “ Estamos sobrevivendo a isso, e isso pode durar mais quatro dias. Não temos escolha a não ser confiar em Deus para nosso alimento e necessidades. Estou confiando em Deus por sua provisão.”

Pandemia na Índia

Antes da pandemia, o pastor Kishan visitava entre quatro e cinco aldeias por semana e compartilhava o evangelho com uma média de 35 pessoas. “Sinto-me triste por não poder encontrar pessoas para compartilhar o Evangelho”, explicou o pastor Kishan.

“Também não tenho permissão para realizar trabalhos de divulgação ou liderar cultos. Isso fazia parte da minha rotina normal.” Acrescentou.

“Não sou elegível para receber alimentos fornecidos pelo governo porque sou cristão”, disse à ICC o pastor Mallesh, pastor da igreja doméstica de Karnataka. “No momento em que abracei a fé cristã, perdi minha elegibilidade para receber os benefícios que o governo oferece aos pobres.

Antes era difícil sobreviver apenas às ofertas coletadas no domingo. Agora que a igreja está completamente fechada, não tenho renda para alimentar minha família. ”

“Além disso, há pressão dos radicais hindus durante esse período de bloqueio”, continuou o pastor Mallesh. “Os radicais estão procurando uma oportunidade de informar as autoridades de que violei o bloqueio e me acusam falsamente de abrir a igreja.”

Outros pastores

Ao conversar com o ICC, Mallesh solicitou oração para si e para outros pastores na Índia de igrejas domésticas que estão na mesma situação que ele. O pastor Mallesh pediu oração por provisão e força para sustentar sua fé durante esses tempos difíceis.

Mais de 70% dos plantadores de igrejas rurais estão enfrentando um enorme desafio, disse à ICC o Rev. Prabhu Das, diretor de Seva Bharat. No entanto, a maioria desses pastores vive em condições difíceis, pois não tem renda alguma enquanto as igrejas estão fechadas.

A maioria desses pastores na Índia, são forçados a ficar dentro de suas casas, apesar de não terem acesso às necessidades básicas. Essas pessoas precisam urgente de comida, saúde e apoio moral. Observou, ele.

Embora a situação enfrentada por muitos plantadores de igrejas na Índia seja terrível, eles estão fazendo suas partes para ajudar a combater a pandemia do COVID-19, ficando em casa e não realizando reuniões de culto.

Esse período de pandemia e confinamento foi sem dúvida um período difícil e desafiador para milhares de plantadores de igrejas em toda a Índia.

Para ajudar os cristãos perseguidos afetados pela pandemia do COVID-19, o (ICC) lançou uma campanha para fornecer ajuda alimentar às comunidades vulneráveis. O ICC já atende famílias cristãs no Paquistão, Índia, Oriente Médio, África e Sudeste Asiático.

Se você deseja apoiar comunidades perseguidas afetadas pelo COVID-19, considere fazer uma doação hoje, aqui!